Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Benefícios do óleo de hortelã para o esôfago

O extrato dessa planta pode aliviar a dor e a dificuldade para engolir alimentos

Por André Biernath 14 out 2019, 10h02

Já consagrada como tratamento auxiliar na síndrome do intestino irritável e na gastrite, a hortelã mostrou que também pode ser útil em instâncias superiores do trato digestivo. Um estudo da Universidade da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, testou esse fitoterápico em formato de óleo em pacientes que não conseguem deglutir direito e sentem até fortes dores no peito com a passagem da comida pelo esôfago.

Dos 38 voluntários recrutados, 63% relataram uma melhora dos sintomas após tomarem extrato feito com as folhas antes das refeições. “Seu uso, porém, precisa ter o acompanhamento do profissional de saúde, pois o exagero nas doses tem o efeito contrário e chega a irritar as paredes desse órgão”, alerta a nutricionista Vanderli Marchiori, da Associação Paulista de Fitoterapia.

Ficha técnica da hortelã-pimenta
Nome científico: Mentha piperita
Parte usada: folhas
Forma farmacêutica: chá, extrato, óleo ou cápsula

  • Como cultivar a hortelã

    Quatro premissas básicas para ter um pé de hortelã

    Local: a palavra aqui é versatilidade: ela vai bem nos vasos, nas jardineiras e direto no chão.

    Luz: a planta gosta de bastante sol, então selecione um lugar onde os raios incidam durante boa parte do dia.

    Água: faça a irrigação ao menos a cada 24 horas. O solo precisa ficar sempre úmido, nunca encharcado.

    Manutenção: como os ramos crescem rápido, faça podas frequentes e aproveite as folhas em chás e receitas.

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade