Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Quanto e como comer proteína para ter músculos fortes

Comer fontes desse nutriente é essencial para prevenir a fraqueza muscular (sarcopenia). Mas essa história não é tão simples assim

Por Da Redação Atualizado em 30 ago 2017, 19h32 - Publicado em 30 ago 2017, 19h20

Esta semana está acontecendo o 14o Congresso da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição. E o presidente desse evento, o professor Antonio Herbert Lancha Jr., revelou exclusivamenten para a SAÚDE o seu destaque dos primeiros dias: o consumo de proteínas para manter a musculatura sempre vigorosa.

Segundo ele, palestras sobre o assunto deram conta de que comer fontes desse nutriente é, sim, muito importante para a formação de massa magra. Mais do que isso, ela pode evitar a sarcopenia. Só que há um limite e até uma frequência de consumo. Veja o vídeo!

Lancha Jr. também é colunista do site da SAÚDE  e autor do livro O Fim das Dietas. Você já leu?

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Acesso imediato ao app da Veja Saúde, com as edições digitais, para celular e tablet.

a partir de R$ 9,90/mês