Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

Exames genéticos: como eles mudam sua vida

Da prevenção ao tratamento do câncer, passando pela fertilização e pelas doenças raras, conheça o potencial (e os perigos) dos teste de DNA nesta entrevista

Por Theo Ruprecht, André Biernath - Atualizado em 9 ago 2017, 14h22 - Publicado em 9 ago 2017, 14h20

Por décadas, o estudo da genética não resultava em avanços práticos na saúde. Mas esse tempo ficou para trás: além de modificações no DNA de animais e plantas, esse ramo da ciência gerou uma série de exames com potencial para prever doenças e, por outro lado, determinar quais os melhores tratamentos contra elas.

É nesse contexto que falamos com o o geneticista Ciro Martinhago, diretor da Chromosome Medicina Genômica. Em uma conversa originalmente gravada ao vivo na nossa página do Facebook, ele explica quando esses testes são úteis e, na contramão, quando trazem mais transtornos do que benefícios. Sim, a indicação – e, acima de tudo, a interpretação – desse método é o que define seu sucesso.

Toda semana gravamos entrevistas ao vivo. Você pode acompanhá-las e mandar suas perguntas pelo Facebook. Mas, se estiver ocupado na hora, dá para acompanhar a conversa aqui no nosso site.

 

Publicidade