saudeLOGO Created with Sketch.

Por que é tão difícil achar a cura do câncer – podcast Detetives da SAÚDE

Não existe hoje, e talvez nunca exista, um remédio que elimine todos os tipos de tumor. Mostramos o porquê disso (e como o tratamento melhorou demais)

O único lugar onde há uma cura para todos os tipos de câncer é dentro de uma notícia falsa ou maliciosa. Apesar da enorme evolução no tratamento e até de uma certa obsessão na busca por uma cura universal, o fato é que essa doença apresenta cada vez mais sua complexidade conforme a ciência a desvenda. Daí a necessidade de fazer um episódio do Detetives da SAÚDE especificamente sobre isso (ouça abaixo).

Nosso convidado, o oncologista Felipe Ades, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz (SP), começa ressaltando que a palavra câncer na verdade reúne centenas (talvez milhares!) de doenças diferentes. Aliás, o tumor de pulmão de fulano certamente será diferente do de siclano – e isso obviamente impacta no tratamento.

Por outro lado, em alguns cenários já podemos falar de cura, sim! Ou, mesmo quando a enfermidade não vai embora, é possível cronificá-la. Em outras palavras, os avanços na oncologia estão permitindo que cada vez mais pacientes convivam por anos ou mesmo décadas com o câncer. E isso é uma notícia excelente!

Ao longo da conversa, que contou com a participação dos jornalistas André Biernath e Theo Ruprecht, você ainda vai conhecer um histórico do câncer. Fique sabendo que ele é mais antigo do que a humanidade. “Há registros fósseis de dinossauros com osteosarcoma”, afirma Ades.

E, acima de tudo, vai ficar por dentro das falsas promessas que circulam por aí e da crueldade por trás delas. Fuja delas!

Você pode ouvir esse programa em diversas plataformas. Estamos no Spotify, no Deezer, no Google Podcasts, no Pocket Casts, no Youtube…

No Spotify:

No Youtube:

E no nosso site mesmo: