Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

A ciência contra a enxaqueca

Avanços estão mudando a forma de encarar esse tipo de dor de cabeça. Entenda como a Medicina lida hoje com a enxaqueca e o que cada um de nós pode fazer

Por Da Redação 5 nov 2020, 10h04

A enxaqueca é a doença mais incapacitante entre pessoas de 20 a 50 anos e, ainda assim, estudos indicam que o diagnóstico de uma cefaleia crônica chega a demorar cinco anos. Como é que alguém vive com esses incômodos por tanto tempo sem saber do que se trata? Talvez por achar que não há nada a fazer — ou que o único jeito é ir na farmácia e se automedicar. Mas há, sim, boas novas da ciência nessa área nos últimos anos. É isso o que discutiremos neste episódio do podcast Detetives da Saúde, que tem o apoio da Novartis. Ouça:

Nossa convidada é a neurologista Aline Turbino, chefe do setor de Investigação de Cefaleias do Hospital Santa Marcelina, em São Paulo. Além de abordar o tratamento moderno que alivia as dores e até reduz o número de crises, ela traz medidas que todos podem adotar para evitar episódios de enxaqueca.

É possível escutar o programa em diversas plataformas. Estamos no Spotify, no Deezer, no Google Podcasts, no Pocket Casts, no Youtube… Não sabe como ouvir nesses ambientes? Clique aqui.

Se preferir, escute pelo Spotify diretamente aqui:

Ou pelo Youtube:

Continua após a publicidade
Publicidade