Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Música clássica resguarda o coração

Estudo alemão constata que ouvir músicas de grandes compositores ajuda a blindar as artérias

Por André Biernath Atualizado em 26 jan 2017, 19h07 - Publicado em 22 out 2016, 09h00

A gente sabe que algumas sinfonias tocam o coração. Mas cientistas da Universidade Bochum, na Alemanha, descobriram que o efeito é literal.

Leia também: Música e meditação pelo bem do cérebro

Eles selecionaram 120 pessoas, separadas em quatro grupos: o primeiro ficou 25 minutos numa sala silenciosa; o segundo escutou uma obra de Wolfgang Amadeus Mozart; o terceiro ouviu as valsas de Johann Strauss II; e o quarto curtiu a banda pop Abba. Ao final do experimento, só os voluntários que passaram pelas sessões de Mozart ou Strauss estavam com a pressão mais baixa, batimentos cardíacos menos acelerados e níveis de hormônios do estresse reduzidos.

“A queda nos valores da pressão arterial foi significativa. Muitas vezes não alcançamos esse resultado nem com remédios”, destaca o cardiologista Carlos Alberto Machado, da Sociedade Brasileira de Hipertensão. O estudo reforça o potencial da terapia musical como coadjuvante no combate aos males cardíacos.

Continua após a publicidade
Publicidade