saudeLOGO Created with Sketch.

Uma substância pode virar o primeiro remédio capaz de frear a osteoartrite

Em estudos iniciais, pesquisadores notaram que a molécula interrompeu o avanço da doença, também chamada de artrose. Nenhum tratamento faz isso hoje

Cientistas do Instituto de Pesquisa Krembil, no Canadá, realizaram os primeiros testes de um tratamento com potencial de frear a osteoartrite – também conhecida como artrose. Essa degeneração das articulações provoca dor, dificulta o movimento e, atualmente, não conta com um medicamento verdadeiramente eficaz.

“Essa descoberta é importante porque não existem remédios ou terapias que impeçam o avanço da enfermidade. Atualmente, eles apenas amenizam os sintomas e a dor”, afirma, em comunicado à imprensa, o farmacologista e líder do estudo, Mohit Kapoor.

Como foi feita a pesquisa

Antes de tudo, os experts identificaram uma molécula presente no corpo, chamada de microRNA-181 a-5p. Acredita-se que ela cause inflamação e destruição da cartilagem das juntas – portanto, estaria intimamente ligada à artrose.

O próximo passo foi criar um bloqueador dessa partícula, na tentativa de interromper os danos provocados por ela. Aí, tecidos de animais e células coletadas de pacientes receberam doses desse candidato a tratamento contra a osteoartrite.

Veja também

E os resultados iniciais foram positivos. No laboratório, o bloqueador de fato evitou a degeneração articular em células de joelho e da coluna.

“A tecnologia para barrar a osteoartrite ainda está no início, mas essa pesquisa já é um grande passo. Se conseguirmos desenvolver uma injeção efetiva e segura para os pacientes, essa descoberta pode mudar o jogo”, aponta a cirurgiã ortopédica do Hospital Toronto Western, Raja Rampersaud, que colaborou com o trabalho.

Segundo os estudiosos, a próxima etapa é determinar uma dosagem e desenvolver um método de injetar o bloqueador diretamente nas juntas.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s