Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Radar da saúde: salto nas consultas com psiquiatras e outros destaques

Notícias e opiniões impactantes pelo mundo, fatos do passado, números do presente e perspectivas para o futuro na visão de VEJA SAÚDE

Por Diogo Sponchiato Atualizado em 20 abr 2021, 18h47 - Publicado em 18 abr 2021, 10h50

Um dos maiores efeitos colaterais da crise da Covid-19 é o peso sobre a saúde mental de cada um de nós. A Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) fez uma pesquisa com seus médicos associados e notou um crescimento de 25% nas consultas presenciais e a distância. Outro levantamento, realizado pela Pixeon em cima de 1 500 teleconsultas entre abril e dezembro de 2020, mostra que a psiquiatria lidera os atendimentos nessa modalidade.

A especialidade também é a mais requisitada em teleatendimentos da rede Dr. Consulta. Entre abril de 2020 e fevereiro de 2021, a empresa registrou cerca de 77 mil sessões, remotas ou presenciais, com um psiquiatra. “O novo normal impôs home office, ensino virtual, distanciamento afetivo, restrição de lazer, desemprego e medo do contágio, cenário capaz de levar a um aumento nos transtornos mentais”, diz Antonio Geraldo da Silva, presidente da ABP.

20 anos do projeto Genoma Humano

Ilustrações: Giovanna Antequera/SAÚDE é Vital

Passado: 20 anos de genoma humano decifrado

Em 15 de fevereiro de 2001, o Projeto Genoma Humano, financiado pelo governo dos Estados Unidos, anunciava a conclusão do mapeamento dos nossos milhares de genes. O feito, que exigiu mais de 5 bilhões de dólares, demarcou o início de uma nova era no conhecimento da natureza e das doenças humanas.

Relógio Biológico
Ilustrações: Giovanna Antequera/SAÚDE é Vital

Futuro: em busca de um novo relógio biológico

Tendo como cobaia um minúsculo verme, cientistas alemães acreditam ter encontrado a melhor forma de cravar a idade biológica. A ideia deles é mirar especificamente nos genes cuja expressão permite configurar as proteínas que formam o organismo. Lá na frente isso ajudaria a entender por que uns envelhecem mais mal do que outros.

Família sueca
Ilustrações: Giovanna Antequera/SAÚDE é Vital

Um lugar: Suécia, o melhor lugar para ser pai e mãe

O país nórdico encabeça o primeiro índice de parentalidade, um ranking global elaborado pela Kantar a pedido da Nestlé. O índice leva em conta fatores como pressão sobre os pais, resiliência financeira, suporte para o dia a dia, recursos de saúde e licença-maternidade paga. De 16 nações, o Brasil ficou em penúltimo lugar, só à frente da China.

Teste Covid-19
Ilustrações: Giovanna Antequera/SAÚDE é Vital

Um dado: 10,2 milhões de testes para Covid-19 no Brasil

Esse é o número de exames feitos em clínicas e laboratórios privados em 2020, de acordo com balanço da Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed). Foram 4,5 milhões de testes PCR e 5,7 milhões de exames sorológicos. Ainda segundo a instituição, o setor privado foi responsável por 43% dos diagnósticos de Covid-19 por aqui.

Pedro Schestatsky
Ilustrações: Giovanna Antequera/SAÚDE é Vital

Uma frase

“A figura do paciente passivo, que apenas segue as ordens do grande detentor do conhecimento — o médico —, está com os dias contados. A ideia é que (…) ele se torne cada vez mais responsável pela sua saúde (…) Para tornar-se mais engajado, você tem hoje muitas ferramentas a seu favor. A primeira delas é o conhecimento (…) A segunda é a tecnologia (…) que faz parte do dia a dia de qualquer paciente que tenha um celular (…) Inovações tecnológicas vão liberar o médico (…) para que ele ganhe mais tempo para se dedicar ao que realmente faz diferença: ouvir, olhar e tocar o paciente.”

Pedro Schestatsky, neurologista e autor de Medicina do Amanhã (Editora Gente)

Continua após a publicidade
Publicidade