saudeLOGO Created with Sketch.

Esquistossomose: o que é, sintomas, prevenção e tratamento

Também chamada de doença do caramujo ou de barriga d'água, a infecção traz problemas sérios se não tratada a tempo. Saiba como evitar e detectar os sinais

A esquistossomose, também conhecida como barriga-d’água, é transmitida pelo verme da família Schistosoma, que se espalha na água por causa de caramujos. Ao entrar no corpo, o parasita se instala nos vasos sanguíneos do intestino, do sistema urinário e do fígado e passa a se reproduzir dentro do organismo.

Conforme esses vermes põem seus ovos, a barriga do hospedeiro incha – é um dos sintomas diferenciais da infecção. A evolução é lenta e, mesmo depois de tratado, o problema pode demorar semanas ou até anos para ir embora.

A esquistossomose é perigosa, porque provoca complicações graves nos órgãos que atinge — principalmente dependendo da reação do sistema imunológico e da quantidade de ovos botada pelos vermes. Há ainda manifestações que podem surgir em outros locais do corpo (como no baço e na próstata) e alterações sistêmicas, a exemplo da anemia.

Sem tratamento adequado, ela ameaça a vida do paciente.

Sinais e sintomas

Febre
– Dor de barriga
– Dor de cabeça
– Fraqueza
– Falta de apetite
– Dor muscular
– Tosse
– Diarreia
– Aumento do volume abdominal
– Urina com sangue

Veja também

Fatores de risco

– Ausência de saneamento básico e acesso à água potável
– Pisar, nadar ou lavar objetos em água contaminada

Como evitar

Ainda não há vacina para o problema. Portanto, a prevenção depende de saneamento básico adequado e do tratamento de rios e lagos.
Explica-se: uma pessoa infectada contamina esses locais com ovos do Schistosoma ao urinar ou fazer cocô. Eles, então, alojam-se em um tipo de caramujo, onde se desenvolvem.

Quando está maduro, o Schistosoma volta para a água e, se entrar em contato com um ser humano, é capaz de acessar seu organismo através da pele. Resumindo, evite tomar banho ou nadar em reservatórios contaminados. E nunca beba água desses locais.

O diagnóstico

É simples. Exames detectam a presença de ovos do parasita nas fezes, na urina e no sangue do paciente sob suspeita.

O tratamento

Remédios antiparasitários eliminam o verme do corpo. Geralmente o indivíduo se recupera em casa. Casos mais graves, entretanto, precisam de internação e até cirurgias.

O diagnóstico precoce, aqui, é fundamental. Se no princípio a esquistossomose não provoca tanto estragos, com o passar do tempo ela vai abalando diferentes órgãos, do fígado ao pulmão. A enfermidade também está por trás de alguns casos de câncer de bexiga.