saudeLOGO Created with Sketch.

Dia do Motorista: seguir o carro de um amigo favorece acidentes

Segundo estudo, o melhor é se guiar pelo GPS

Quantas vezes você já pediu para um amigo te seguir ou, por outro lado, foi atrás de um carro para chegar a algum lugar sem errar o caminho? Pois pesquisadores da Universidade do Estado do Arizona, nos Estados Unidos, descobriram que a tática ameaça a nossa segurança.

“Seguir outro veículo pode levar a manobras perigosas, como dirigir mais rápido e seguir muito próximo ao carro da frente. São comportamentos motivados pelo medo de se perder”, disse Robert Gray, um dos autores do estudo.

No experimento, Gray e sua equipe recrutaram estudantes para participar de uma simulação. Inicialmente, todos foram incentivados a dirigir por uma cidade cenográfica como bem entendessem — assim, os pesquisadores tiveram uma ideia da conduta natural deles ao volante.

Esse desempenho foi comparado, mais tarde, ao modo de dirigir dos participantes enquanto usavam um sistema de navegação (ou seja, um GPS) e também quando foram estimulados a seguir um automóvel.

Veja também

Os cientistas notaram, então, mudanças no modo de guiar que aumentaram a probabilidade de os voluntários se envolverem em um acidente. Quando eles acompanhavam um amigo, por exemplo, cometiam mais imprudências do que se dirigissem em condições normais ou observando o sistema de navegação.

Para ter ideia, ao imitar as direções do carro à frente, os estudantes se mostraram mais propensos a avançar à frente de um pedestre atravessando a rua e acelerar diante de um farol amarelo ou vermelho.

“É importante notar que, em nossa simulação, o veículo da frente e os outros em volta não infringiram nenhuma lei. Logo, quem estava seguindo não copiou os movimentos perigosos de outras pessoas”, frisa Gray.

Para o pesquisador, quando um colega oferecer para dirigir na frente, mostrando o caminho, o melhor a se fazer é negar. Pegar o endereço do local e usar um mapa ou sistema de navegação pode evitar acidentes graves.