Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Cientistas descobrem 1 445 novos vírus ao nosso redor

Pesquisadores se surpreendem com a quantidade de novos vírus revelados - mas afirmam que a maioria é inofensiva aos seres humanos

Por Vanessa Barbosa (da Exame.com) Atualizado em 2 dez 2016, 15h01 - Publicado em 2 dez 2016, 14h51

Gripe, zika, dengue, caxumba, catapora, poliomielite e até mesmo aids fazem parte de uma lista de doenças bem conhecidas dos humanos que são provocadas por vírus. Apesar dos perigos que esse punhado de viroses representam para a saúde, elas são apenas uma fatia minúscula da virosfera.

Em novo estudo publicado na consagrada revista científica Nature, cientistas revelam ter descoberto 1 445 novos vírus habitando alguns dos seres vivos mais populosos do planeta — aqueles sem espinhas dorsais, como insetos, aranhas e vermes e que vivem ao redor de nossas casas.

Achou assustador? Calma, segundo os cientistas, é provável que apenas alguns desses vírus causam doença e que eles não são transferidos facilmente para os humanos.

Leia também: Gripe: um dia vamos nos livrar dela?

A pesquisa meta-genômica é fruto de uma colaboração entre a Universidade de Sydney e o Centro Chinês para Controle e Prevenção de Doenças em Pequim.

Continua após a publicidade

“Este estudo inovador reescreve o livro de virologia, mostrando que os invertebrados transportam um número extraordinário de vírus, muito mais do que pensávamos”, disse o professor Edward Holmes , do Instituto Marie Bashir de Doenças Infecciosas e Biossegurança, que liderou as pesquisas em Sydney.

O estudo sugere que esses vírus estão associados aos invertebrados por bilhões de anos, ao invés de milhões de anos como se acreditava, e que os invertebrados são os verdadeiros hospedeiros para muitos tipos de vírus.

Leia também: 5 vírus e bactérias que aproveitam falhas na sua imunidade para causar doenças

“Descobrimos que a maioria dos grupos de vírus que infectam vertebrados, incluindo seres humanos, como aqueles que causam doenças bem conhecidas como a gripe, são de fato derivados daqueles presentes em invertebrados”, disse o professor Holmes.

O estudo utilizou novas e caras tecnologias em meta-genômica, que também poderiam ser usadas para determinar a causa de novas doenças humanas.

Essa matéria foi publicada originalmente na Exame.Com

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Acesso imediato ao app da Veja Saúde, com as edições digitais, para celular e tablet.

a partir de R$ 9,90/mês