Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Afinal, como se proteger da micose de unha?

O verão está chegando e, com ele, as condições para o aparecimento de fungos nas unhas – causando a temida micose, que tem tratamento, mas possui prevenção

Por Abril Branded Content Atualizado em 25 nov 2021, 18h26 - Publicado em 25 nov 2021, 18h08

Seja no inverno ou no verão, a micose é algo que preocupa a todos. Porém, a chegada da estação mais quente do ano traz também as condições ideais para o desenvolvimento dos fungos, tornando as infecções ainda mais frequentes. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, micose é uma infecção causada por fungos e que pode atingir a pele, as unhas e os cabelos.

A onicomicose (micose de unha) é um dos tipos mais frequentes. Nela, os fungos se alimentam da queratina, proteína que forma a maior parte das unhas. As dos pés são as mais afetadas, já que enfrentam ambientes úmidos, escuros e quentes mais facilmente do que as das mãos. Se não tratada, a unha se descola do leito e se torna mais espessa – também pode haver mudança em sua coloração e forma¹. Os fungos de uma unha infectada podem também se espalhar para meias e sapatos, infectando assim outras unhas e até a pele.

Causas da micose

A micose surge por diversas causas, mas geralmente o contato com os próprios fungos – que podem ser encontrados no chão ou em alguma superfície – é a mais recorrente. O ambiente quente e úmido, típico do verão ou de um sapato fechado, por exemplo, propicia o crescimento deles².

Doenças como diabetes, psoríase, má circulação, problemas do sistema imunológico ou doença arterial periférica também favorecem o aparecimento da micose³.

Prevenção

Hábitos higiênicos são primordiais para evitar a micose, como secar-se bem após o banho, principalmente nas dobras, como virilhas, axilas e dedos dos pés. É aconselhável também evitar andar descalço em ambientes que podem estar contaminados, como vestiários, saunas e ao redor de piscinas².

No verão, opte por calçados mais largos e ventilados – além de evitar usá-los por longos períodos. Roupas quentes e justas, especialmente feitas de tecidos sintéticos, também devem ser evitadas, já que elas não absorvem o suor, prejudicando a transpiração da pele.

Não compartilhe itens como toalhas, roupas, bonés e objetos que possam estar contaminados com fungos². Fazer a manutenção de forma correta das unhas de fibra de vidro ou gel também é fundamental – assim como levar o próprio material ao ir à manicure. E, claro, manter as unhas cortadas, limpas e secas.

Tratamento

No entanto, a micose não é algo do outro mundo. Existem muitos tipos de tratamentos que incluem tanto soluções tópicas quanto orais. O antifúngico em forma farmacêutica, por exemplo, é uma das opções mais eficazes (desde que as instruções de uso sejam seguidas corretamente) e fáceis de usar. A formulação em esmalte, que deve ser utilizado na superfície da unha, é simples e favorece a penetração do produto em todas as camadas da unha4.

Divulgação
Divulgação/Divulgação

Loceryl® é o esmalte antimicótico mais vendido no Brasil5* e o mais prescrito por dermatologistas5. Seu princípio ativo, a amorolfina, elimina o fungo causador da micose, penetrando na unha e protegendo contra a disseminação6. Algumas infecções podem demorar de nove a 12 meses para serem eliminadas, dando espaço para a unha saudável crescer7.

Continua após a publicidade

O medicamento vem acompanhado de todo o material necessário para o tratamento (30 lixas, 30 lenços, 1 aplicador e 1 esmalte) e rende 138 aplicações, sendo apenas uma aplicação semanal.** Loceryl® também pode ser usado com esmaltes cosméticos.***

LOCERYL® Esmalte (cloridrato de amorolfina) é indicado para o tratamento de micoses de unha (onicomicoses).

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. LOCERYL® É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. MS-1.2916.0036.

1. Biblioteca Virtual em Saúde. Micoses. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/. Acesso em: 17 mar. 2021.

2. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Micoses. Disponível em: https://www.sbd.org.br/dermatologia/unhas/doencas-e-problemas/micose/93/#sintomas. Acesso em: 17 mar. 2021.

3. Sociedade Brasileira de Dermatologia. Onicomicose: transmissão, sintomas e como tratar as unhas. Disponível em: https://www.sbd-sp.org.br/geral/onicomicose-transmissao-sintomas-e-como-tratar-as-unhas/. Acesso em: 17 mar. 2021.

4. Endringer Pinto F, Bagger C, Kunze G, et al. Visualisation of penetration of topical antifungal drug substances through mycosis-infected nails by matrix-assisted laser desorption ionisation mass spectrometry imaging. Mycoses. 2020 Aug; 63(8):869-75.

5. Data on File. Market Overview Loceryl 2021.

6. Ghannoum M, Sevin K, Sarkany M. Amorolfine 5% Nail Lacquer Exhibits Potent Antifungal Activity Compared to Three Acid-Based Devices Indicated for the Treatment of Onychomycosis: An In Vitro Nail Penetration Assay. Dermatol Ther (Heidelb). 2016

Mar; 6(1):69-75.

7.LOCERYL. Loceryl Esmalte. Disponível em: https://loceryl.com.br/loceryl-esmalte. Acesso em: 20 out. 2021.

*Em valor.

**Podendo chegar a duas aplicações, dependendo da recomendação médica.

***Necessário aguardar 10 minutos para aplicação do esmalte cosmético.

Continua após a publicidade

Publicidade