Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

A máquina de lavar roupa é um ninho de germes?

Episódios ocorridos em país europeu chamam a atenção para a limpeza rotineira desse eletrodoméstico

Por André Biernath - Atualizado em 25 nov 2019, 14h43 - Publicado em 23 nov 2019, 10h35

O Hospital Universitário de Bonn, na Alemanha, divulgou que 13 bebês recém-nascidos que estavam internados foram infectados pela bactéria Klebsiella oxytoca, que é perigosa. Felizmente, nenhum desenvolveu complicações.

Quando foram investigar qual era o foco de disseminação desse micro-organismo, os cientistas descobriram que ele estava se reproduzindo nas lavadoras de roupas da instituição.

“Falamos de um ambiente com umidade, temperatura e nutrientes, tudo para esses seres prosperarem”, observa o administrador Roberto Farias, presidente da Sociedade Brasileira de Hotelaria Hospitalar — Regional Ceará.

Como manter a máquina de lavar limpa

Bote logo no varal: não deixe a roupa parada dentro do tambor por várias horas seguidas após a centrifugação.

Continua após a publicidade

Faxina interna: uma vez por mês, faça ciclos completos de lavagem com um pouco de água sanitária e sem nenhuma peça dentro.

Do lado de fora: na parte externa, passe panos levemente úmidos para tirar o excesso de pó e a sujeira que se acumula.

Brisa constante: mantenha uma boa ventilação e iluminação natural na lavanderia para evitar o surgimento de mofo.

Publicidade