Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

Os partos prematuros são mais comuns no Brasil – por quê? E o que fazer?

Conheça no vídeo os cuidados para reduzir o risco de prematuridade e, se for o caso, garantir um desenvolvimento saudável do bebê que nasceu antes da hora

Por Redação Bebe.com.br - 30 May 2018, 16h07

De acordo com a pesquisa Nascer no Brasil, da Fundação Oswaldo Cruz, a chance de uma mulher brasileira ter um parto prematuro é quase duas vezes maior do que a de uma europeia. O que está por trás disso? Mais do que isso: como assegurar a saúde da mãe que dará à luz antes da hora e do recém-nascido?

No vídeo abaixo, a infectologista Rosana Richtman, da Maternidade Santa Joana, em São Paulo, esclarece esse e outros pontos. A gravação, conduzida originalmente ao vivo no Facebook do Bebê.com.br, também contou com a participação de Fernando Guifer, embaixador da ONG Prematuridade.com, e da Giulliana Antonelli, mãe de três filhos prematuros. O bate-papo começa a partir do minuto 1’53.

Uma questão bastante debatida é o fato de que qualquer mulher está sujeita ao parto prematuro – mas há como evitar controlando infecções, combatendo a obesidade, realizando um acompanhamento pré-natal com exames adequados

Não dá para perder:

Continua após a publicidade

Vamos bater um papo sobre prematuridade com a Dra. Rosana Richtmann, infectologista da maternidade @Pro Matre Paulista; Fernando Guifer, embaixador da Associação Brasileira de Pais de Bebês Prematuro- ONG Prematuridade.com; e Giulliana Antonelli, mãe de três prematuros. Esclareça suas dúvidas sobre os cuidados neonatais, vacinação e muito mais! Acompanhe!

Posted by Bebê.com.br on Tuesday, May 29, 2018

Publicidade