Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Imagem Blog

Com a Palavra

Por Blog
Neste espaço exclusivo, especialistas, professores e ativistas dão sua visão sobre questões cruciais no universo da saúde
Continua após publicidade

Para além dos lábios: herpes pode surgir na gengiva

Lesões provocam coceira, ardência e formigamento. Saiba mais sobre o quadro

Por Paulo Zahr, cirurgião-dentista*
6 Maio 2023, 09h20

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, o herpes simples é uma infecção viral para a qual 99% da população desenvolveu imunidade durante a infância e a adolescência.

Apesar desse contato com o vírus, que é altamente transmissível, a maior parte das pessoas não chega a sofrer com o estágio avançado da doença.

Mas o vírus do herpes simples tem a característica da latência: ou seja, ele não vai embora completamente do corpo após a primeira infecção.

Por isso, sintomas como ardor, queimação e incômodo na pele podem surgir em algum momento. Muita gente percebe isso em regiões como lábios e genitais.

Continua após a publicidade

+ LEIA TAMBÉM: Endometriose: doença está em alta ou o diagnóstico melhorou?

Herpes na gengiva

Na boca, é possível perceber o aparecimento de pequenas vesículas (elevação da pele contendo líquido em seu interior) e bolhas, tanto nos lábios como na gengiva.

As lesões bucais têm duração de, aproximadamente, uma semana, e podem causar coceira, ardência e formigamento. É importante procurar ajuda especializada para tratá-las.

Continua após a publicidade

O principal motivo que leva ao herpes bucal é o contato com a saliva humana e superfícies contaminadas pelo micro-organismo.

Portanto, o paciente que coloca objetos na boca ou beija outras pessoas diagnosticadas com o problema tem alto risco de contrair a doença.

+ LEIA TAMBÉM: A ameaça do herpes-zóster

Herpes x afta

Muitas pessoas ainda confundem as lesões de herpes com as aftas presentes na mucosa da bucal.

Mas os dois problemas são bastante diferentes e têm causas distintas.

Enquanto o herpes é uma doença infectocontagiosa, as aftas são pequenas úlceras de origem sistêmica, isto é, causadas geralmente por mudanças hormonais, estresse e ingestão de frutas ácidas.

Continua após a publicidade

A prevenção

Para evitar a manifestação do herpes na gengiva, é recomendado manter uma dieta saudável para fortalecer a imunidade, evitar sol forte, redobrar os cuidados com a higiene pessoal, manter relações sexuais apenas com o uso de preservativo e ter cuidado no manuseio e uso de objetos e utensílios.

Compartilhe essa matéria via:

Vale destacar que o tratamento do herpes na gengiva depende da gravidade do problema.

Continua após a publicidade

Mas, em todos os casos, o cirurgião-dentista ou o médico responsável são os profissionais indicados para prescrever medicamentos antivirais tópicos ou de uso oral.

O paciente nunca deve se automedicar, pois essa atitude pode agravar o quadro.

*Paulo Zahr é cirurgião dentista, fundador e presidente da OdontoCompany

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.