Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Imagem Blog

Boa Pergunta

Por Blog
Dúvidas sobre saúde enviadas pelos leitores e leitoras são respondidas com o apoio de profissionais da área.
Continua após publicidade

Pimenta-do-reino dá pedras nos rins?

Alguns alimentos contêm substâncias que servem de estopim para o cálculo renal. Descubra se é o caso desse tempero

Por Vand Vieira
Atualizado em 14 mar 2019, 10h42 - Publicado em 23 mar 2017, 16h47

A pergunta que colocamos no título foi feita pela leitora Cida Rufino no nosso Facebook. E a dúvida é pertinente. Afinal, a maioria dos cálculos é composta por cálcio e oxalato, sendo que esse último está presente nas pimentas… e no espinafre, na beterraba, na carambola.

Mas calma. “O risco oferecido pela pimenta-do-reino é praticamente nulo e também não é preciso excluir alimentos específicos do cardápio sem recomendação médica”, tranquiliza Ita Heilberg, coordenadora do Ambulatório de Litíase Renal da Escola Paulista de Medicina, da Universidade Federal de São Paulo. Ela ressalta ainda que grande parte do oxalato é formada pelo próprio corpo.

Mas há como afastar essa encrenca dolorosa com ajustes à mesa? De acordo com a nutricionista Gabriela Zugliani, de São Paulo, sim. “Geralmente, a causa está relacionada a predisposição genética ou disfunções no metabolismo. No entanto, alguns hábitos, como beber pouca água [menos de dois litros por dia] e abusar de produtos ricos em sódio, são prejudiciais ao funcionamento dos rins”, alerta.

Ora, a água auxilia na diluição de sais minerais que, agrupados, podem formar cálculos renais. E o sódio? Ingerir grandes quantidades dessa substância potencializa nossa produção de cálcio e oxalato.

Continua após a publicidade

Outro importante componente desse incômodo é o excesso de ácido úrico. Justamente por isso que se recomenda não pesar no consumo de proteínas de origem animal, que aumentam a concentração dessa molécula no organismo.

Quer ficar por dentro das principais notícias sobre saúde? Então assine nossa newsletter — é grátis e fácil. Se estiver em computador, basta entrar no nosso site, rolar a página para baixo e colocar, no campo Newsletter, seu nome e e-mail. Já se estiver usando um celular ou tablet, role a página principal do site da SAÚDE até encontrar o campo Newsletter e preencha os campos obrigatórios. Pronto! Você já vai receber uma dose semanal e personalizada da SAÚDE no seu endereço eletrônico.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.