saudeLOGO Created with Sketch.

Vigilantes do Peso lança novo programa de emagrecimento

Chamado de “+ leve”, ele tem como foco o bem-estar do indivíduo

No dia 3 de outubro de 2016, o Vigilantes do Peso, programa de emagrecimento fundado em 1963 nos Estados Unidos, passou a oferecer um novo método aqui no Brasil. Nele, o objetivo não é apenas reduzir o número mostrado pela balança. A ideia é ajudar o indivíduo a conquistar maior qualidade de vida. “Passamos muito tempo ouvindo as pessoas e percebemos que peso é só uma medida. Hoje, a busca é por algo maior do que isso”, contou Rodrigo Strickland Faro, diretor do Vigilantes no Brasil, durante evento de apresentação do programa.

Leia mais: Por que é tão difícil manter o peso depois de emagrecer?

Batizado de “+ leve”, ele proporciona emagrecimento, sim, mas com foco no bem-estar. Uma das mudanças mais expressivas diz respeito à alimentação. Pela primeira vez em 15 anos a pessoa poderá escolher um método que não seja baseado na contagem de pontos (nesse esquema, vale lembrar, os alimentos têm um valor específico, baseado em sua composição nutricional). Agora, será possível optar também pela modalidade Express, que conta com uma lista de alimentos chamados de “plenos”. Quem for por esse caminho pode consumir os itens dessa relação até se sentir satisfeito.  Tem frutas, legumes, verduras, grãos, laticínios desnatados, carnes magras… A recomendação, na verdade, é aliar os dois tipos de estratégia.

Leia mais: As melhores dietas para emagrecer, proteger o coração e afastar o diabete

Outra novidade envolve os PontosFit, que levam em conta a quantidade de exercícios que o associado fez. O lema, segundo Faro, é “um pouco mais do que ontem e menos do que amanhã”. Isso porque a ideia é que a atividade física seja um hábito incorporado aos poucos, sem sofrimento. Tanto é que, agora, até movimentos como subir escadas ou varrer a casa vão contar pontos. “E não existe mais essa história de que quanto mais exercícios, mais a pessoa pode comer”, acrescentou o diretor do Vigilantes. Afinal, mexer o corpo é para ser encarado como algo prazeroso – e não moeda de troca.

Confira, abaixo, algumas dicas do novo programa:

  • Vá com calma. Faça seu almoço durar mais de 10 minutos.
  • Mantenha o foco no prato, não na tela. Isso significa nada de TV, computador, celulares e tablets.
  • Se puder, coma à mesa (nunca de pé!)
  • Mastigue bem. Após cada garfada, solte os talheres.
  • Fique atento às texturas, aromas e sabores. Aproveite para descobrir ou redescobrir alimentos novos e diferentes.
  • Espere 20 minutos antes de repetir uma refeição. Demora um pouco para o seu sistema digestório mandar um sinal de “estou satisfeito” para o cérebro.
  • Torne esse processo da “hora da comida” um ritual e não uma rotina.