Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Uma boa conversa no consultório faz muito pelo seu coração

Confira o que não deve passar batido durante a consulta com o médico e fique longe das doenças cardiovasculares.

Por Redação M de Mulher Atualizado em 28 out 2016, 00h46 - Publicado em 11 fev 2014, 22h00

Com que frequência você vai ao médico? Das 5.318 participantes da pesquisa Sinta Seu Coração, 28% responderam que passam por consulta ao menos uma vez a cada 6 meses. Essa atitude é muito bem-vinda e pode trazer grandes benefícios, afinal não há dúvidas de que quanto mais precoce o diagnóstico, maior a eficácia para tratar e sanar os mais diferentes problemas de saúde. E para os males cardiovasculares, claro, não é diferente.

O levantamento, realizado pelas revistas SAÚDE e CLAUDIA em parceria com a Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo e apoio da Nestlé, também mostrou que a maioria dos médicos das brasileiras – independente da especialidade – fala sobre a importância de cuidar do coração. “Entretanto, nós notamos que as mulheres se preocupam mais com questões relacionadas ao câncer, seja o de mama ou de útero”, diz o ginecologista Afonso Celso Pinto Nazário, professor da Universidade Federal de São Paulo e titular do Departamento de Mastologia do Hospital do Coração (HCor), que avisa: “é importante salientar que o infarto mata até 6 vezes mais do que os tumores”.
 

Exames

Por essa razão, grande parte dos especialistas solicita a dosagem de colesterol e das taxas de glicose. Aliás, se o seu médico ainda não pede, reclame com ele. O pedido desses exames é um excelente ponto de partida nos cuidados com as artérias, já que o excesso de gordura ou de açúcar no sangue provoca estragos nos vasos sanguíneos e prejudica a circulação. “A partir dos resultados, a paciente pode ser encaminhada ao cardiologista e iniciar o tratamento específico”, afirma Nazário. Vale destacar que ambos são cobertos pelo Sistema Único de Saúde, o SUS, que, inclusive, também oferece exames de imagens, eletrocardiograma, entre outros.

Mas, saiba, uma conversa demorada com o doutor conta muitos pontos. Para começar, um bom profissional vai esmiuçar detalhes sobre o histórico familiar. “Quando algum parente próximo infartou jovem e se há hipertensão na família é fundamental investigar e, outra vez, encaminhar para aquele que trata especificamente da saúde cardiovascular”, conta. Aquelas que já passaram dos 50 anos também são aconselhadas a buscar logo o consultório do cardiologista. “Com a chegada da menopausa e a redução dos níveis de estrógeno, a mulher perde parte da proteção, isso porque esse hormônio ajuda a evitar o entupimento dos vasos”, explica. Diabéticas e hipertensas também requerem maior atenção dos médicos. Inclusive, é praxe que os ginecologistas meçam a pressão arterial em todas as visitas.

Por fim, se você é fumante e toma pílula não deixe de contar ao especialista. Com a orientação do anticoncepcional certo, o risco de problemas como a trombose e o derrame, diminui. 
 

Continua após a publicidade

Veja alguns dados da pesquisa:

Ao sentir que tem um problema de saúde, que especialista você procura?

Uma boa conversa no consultório faz muito pelo seu coraçãoUma boa conversa no consultório faz muito pelo seu coração

Com que frequência você vai ao médico?

Uma boa conversa no consultório faz muito pelo seu coração
Uma boa conversa no consultório faz muito pelo seu coração

Em alguma consulta, seu médico já falou sobre a saúde do seu coração e a importância de cuidar dele?
 

Uma boa conversa no consultório faz muito pelo seu coração

Que exames ele costuma pedir?

Uma boa conversa no consultório faz muito pelo seu coraçãoUma boa conversa no consultório faz muito pelo seu coração

Foto: Rodrigo Maroja

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e no app.

Blogs de médicos e especialistas.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês