Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

São Paulo ganha o primeiro centro de pesquisas sobre bem-estar do mundo

Entidades paulistas anunciam um núcleo dedicado a estudar a fundo as áreas da psicologia e da neurociência

Por André Biernath Atualizado em 28 out 2016, 09h12 - Publicado em 25 jun 2016, 09h00

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) anunciou, na tarde da última quinta-feira (23/06), a criação do Centro de Pesquisa Aplicada em Bem-Estar e Comportamento Humano. A iniciativa, pioneira em todo mundo, reunirá especialistas da Universidade de São Paulo (USP), da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e da Universidade Presbiteriana Mackenzie e tem o apoio da empresa de cosméticos Natura. “A ideia é extremamente bem-vinda e vai melhorar a atuação da Fapesp na área das humanidades”, ressalta o físico José Goldemberg, presidente da fundação. O investimento será superior aos 60 milhões de reais. 

O objetivo dos cientistas é investigar o papel das emoções e a forma como nos expressamos. Um dos primeiros projetos será entender justamente como o olfato está relacionado aos sentimentos. “Nossa meta final é a promoção de bem-estar e saúde para a população brasileira”, conta a psicóloga Emma Otta, diretora do centro, que é sediado no Instituto de Psicologia da USP. As experiências envolverão áreas como a própria psicologia, além de neurociências e comunicação. A unidade ainda contará com uma rede de colaboradores internacionais espalhados por universidades americanas e europeias. 

Publicidade