Clique e assine com até 72% de desconto

Saiba por que você deve incluir a uva na dieta

Estudo recente diz que comer uvas alivia a artrose. Mas os motivos para consumir a fruta não param por aí. Confira.

Por Redação M de Mulher Atualizado em 27 out 2016, 21h52 - Publicado em 22 set 2014, 22h00

As uvas de cor vermelha ou roxa oferecem mais antioxidantes exatamente pela sua pigmentação.
Foto: tiverylucky/Thinkstock/Getty Images

 

Estudiosos da Universidade do Texas, nos Estados Unidos, notaram que a fruta ajuda a abrandar a dor e melhorar a flexibilidade das articulações dos joelhos. Segundo os especialistas, o efeito viria dos polifenois concentrados nas uvas. “É um indício importante de que alimentos aliviam o quadro, mas precisa ser mais investigado”, pondera o médico Ricardo Fuller, da Sociedade Brasileira de Reumatologia. De qualquer forma, não custa experimentar. Frutas são sempre bem-vindas à rotina.

Outros benefícios

Além de estar cheia de carboidratos – que fornecem energia para o corpo -, a uva atua na prevenção de diversas doenças. Rica em antocianina (um potente antioxidante), ela ajuda a evitar a formação de coágulos nos vasos. Com isso, o risco de os males cardiovasculares aparecerem diminui bastante. Estudos apontam que a fruta ainda eleva o sistema imunológico, afasta o câncer e preserva a memória.

Continua após a publicidade


Variedades

Niágara
É a mais consumida entre os brasileiros. Sorte nossa porque também está entre as mais recomendadas devido ao seu alto teor de antioxidantes.

Itália
Seu forte são as doses generosas de vitaminas do complexo B, cálcio e potássio. Ela também é conhecida por suas propriedades antibacterianas e antivirais.

Rubi
De origem europeia, ela tem muita vitamina C e resveratrol, uma substância que atua na prevenção de diversas doenças – de infarto a câncer. É uma boa pedida pra quem quer reduzir os níveis de LDL, o mau colesterol.

 


*Com informações do livro Novo Guia de Nutrição

Continua após a publicidade
Publicidade