Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Quais são as drogas mais usadas pelos brasileiros?

Pesquisa traça um painel das principais dependências químicas no país. Saiba quais são elas e o que torna as pessoas mais vulneráveis ao vício

Por Goretti Tenorio Atualizado em 1 abr 2020, 10h23 - Publicado em 9 nov 2018, 10h02

Maconha, cocaína e ecstasy, nessa ordem, estão entre as substâncias mais usadas pelos brasileiros, de acordo com o mapeamento feito pela Liga de Neurologia e Neurocirurgia Funcional da Paraíba e apresentado no Congresso Brain 2018.

Os dados foram coletados a partir do Sistema Único de Saúde e do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes, com informações de 2005 a 2015, e mostram que o número de adictos é expressivo sobretudo entre os jovens: 17,9%, contra 7,2% da população em geral.

“Menores de 21 anos são mais vulneráveis, porque o lobo frontal cerebral, responsável pelo comportamento, ainda não está suficientemente maduro”, analisa o pesquisador Victor Ribeiro Xavier Costa, da Faculdade de Ciências Médicas da Paraíba e um dos autores do trabalho.

“E não adianta só focar em coibir a droga. É preciso atuar no entorno social dessas pessoas”, opina.

  • Proteção versus risco

    O Relatório do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes listou os principais fatores que determinam maior ou menor vulnerabilidade ao vício. Veja quais são eles:

    Os escudos

    • Envolvimento dos responsáveis e monitoramento
    • Inclusão social
    • Viver em lugares seguros
    • Ambiente escolar de qualidade
    • Desenvolvimento neurológico (resiliência e controle emocional)

    As ameaças

    • Traumas e adversidades na infância (abuso e negligência)
    • Distúrbios mentais
    • Pobreza
    • Disponibilidade de drogas e uso por colegas
    • Busca por novas sensações
  • Continua após a publicidade
    Publicidade