saudeLOGO Created with Sketch.

Proteja seus olhos durante o Carnaval

Quando a maquiagem e o glitter não são bem aplicados, os olhos correm perigo. E até o álcool em excesso prejudica a visão. Aprenda a se proteger

Enfim chegou o Carnaval! Com a popularização dos bloquinhos de rua, a festa se tornou sinônimo de fantasia, maquiagem e muito glitter. Mas existem alguns cuidados com os olhos que são importantes – não só na hora de preparar a make como também na quantidade de bebida alcoólica que você ingere.

Segundo a oftalmologista Cristina Dantas, membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), o primeiro passo é não compartilhar os produtos. Apesar de ser comum entre as mulheres, esse hábito facilita o contágio de doenças.

Outro ponto para ficar alerta é quanto aos itens vencidos. “Sempre prestamos atenção na data de validade dos alimentos, mas esquecemos de verificar na maquiagem”, observa Cristina. Ou seja: nada de aplicar os cosméticos do Carnaval passado!

E muita cautela com o glitter. “Em contato com o olho, ele pode lesionar a córnea e formar pequenas feridas e até úlcera”, alerta a oftalmologista. Por isso, dê preferência a maquiagens brilhosas de marcas de confiança, que passam por testes de segurança.

Atenção: passe longe da purpurina vendida nas papelarias. Ela não foi feita para entrar em contato com a pele.

Já na hora de utilizar o lápis, lembre-se de aplicar na parte externa dos cílios, nunca na linha d’água. “Se você passa o lápis nessa camada, bloqueia o terminal da glândula lacrimal”, justifica a especialista. Aí o olho resseca.

Para quem vai incrementar a fantasia com lente de contato, a dica é não comprar em qualquer lugar. “Cada pessoa tem um formato diferente de córnea. É preciso procurar um oftalmologista para fazer a adaptação”, recomenda Cristina.

Além de ajustar a lente, o especialista é quem vai orientar sobre o uso e a higienização. “Se mal utilizada, causa infecções e microlesões”, completa a expert.

Há também quem busque cílios postiços ou mesmo fitinhas de LED para as pálpebras, que criam um visual mais diferentoso. Eles até estão liberados, desde que os itens sejam de marcas reconhecidas.

E um recado importantíssimo: depois da diversão, lembre-se de remover toda a maquiagem.

Álcool em excesso também prejudica a visão

Não são só as maquiagens de procedência duvidosa que fazem mal para os olhos. De acordo com o oftalmologista Leôncio Queiroz Neto, do Instituto Penido Burnier, em Campinas, a alta concentração de metanol nas bebidas alcoólicas falsificadas pode lesionar o nervo óptico e levar à perda definitiva da visão. Trata-se da neurite óptica.

Queiroz Neto explica, por meio de um comunicado da sua assessoria de imprensa, que a neurite óptica ocorre devido a algumas substâncias produzidas no processamento do metanol no nosso organismo. Seus sintomas são: dor de cabeça, náuseas, vômitos, queda na visão de contraste e, eventualmente, cegueira. Ao mesmo tempo, danifica rins, fígado, coração, pâncreas e altera a camada externa do cérebro.

Segundo o especialista, a intensidade dessas reações depende da quantidade ingerida. Porém, mesmo quando a intoxicação passa despercebida, deixa sequelas que dão as caras após algum tempo.

O tratamento se baseia em aplicar injeções de corticoide para reduzir a inflamação, mas varia de caso a caso. A recuperação leva de semanas a meses.

Para evitar a enfermidade, cheque o lacre da garrafa e verifique o registro do Ministério da Agricultura no rótulo. Muito mais fácil do que passar por todo esse perrengue em pleno Carnaval, não é mesmo?