Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Problemas urinários: conheça os mais comuns

Conheça as causas, os sintomas, o tratamento e a prevenção de doenças típicas dos rins e da bexiga

Por Redação M de Mulher Atualizado em 27 out 2016, 23h38 - Publicado em 10 set 2013, 22h00


Pedra no rim

O que é
Formações endurecidas nos rins ou nas vias urinárias por causa do acúmulo de cristais de sais na urina, como cálcio, fosfatos, oxalatos.
 
Causas
Infecções urinárias, volume insuficiente de urina, distúrbios relacionados à eliminação de sais e vitamina D em excesso.
 
Sintomas
Dor intensa, com irritação e obstrução do canal urinário. Pode haver ainda palpitações, náuseas e vômitos.
 
Tratamento
Contra a dor, analgésicos. Cálculos menores que 5 mm são eliminados sozinhos. Os maiores são bombardeados com ultra-som. Daí, às vezes, é preciso intervir para retirar fragmentos.
 
Prevenção
Pessoas propensas devem evitar o consumo excessivo de alimentos ricos em oxalatos, como café, chocolate, refrigerante à base de cola, entre outros.
 


Nefrite aguda

o que é
Inflamação dos tecidos dos rins causada por agentes infecciosos os mesmos que provocam amigdalite e sinusite, por exemplo.
 
Causas
Pessoas predispostas geralmente têm o problema depois de uma infecção de garganta ou de pele.
 
Sintomas
O mais comum deles é a coloração diferente da urina, que fi ca bem mais escura.
 
Tratamento
Além de antibióticos, usados em certos casos, são prescritos diuréticos para controlar a retenção de líquidos e assim reduzir a pressão arterial.
 
Prevenção
Não há um caminho específico ou 100% seguro. Vale manter a pele limpa e tomar todas as medidas para evitar outras infecções, como a de garganta.
 


Nefrite crônica

O que é
Lesões permanentes nos rins, que atrapalham seu funcionamento
 
Causas
Infecções que não foram tratadas direito ou até mesmo o abuso de certos medicamentos.
 
Sintomas
Sangue na urina, pressão alta, inchaço nas pernas, perda de apetite.
 
Tratamento
Dieta com restrição de proteínas, sal e potássio não cura, mas ajuda a não sobrecarregar ainda mais os rins.
 
Prevenção
Evitar remédios sem prescrição e fazer exames rotineiros para avaliar a saúde renal, impedindo que o mal avance.
 


Cisto renal simples

O que é
Pequenas bolhas cheias de líquido nos néfrons, as unidades filtrantes.
 
Causas
Doença renal crônica, aumento da pressão arterial nos rins e da concentração de sais nos líquidos que banham os néfrons.
 
Sintomas
Não apresenta sinais, mas algumas pessoas podem ter dor se os cistos crescerem e comprimirem outros órgãos.
 
Tratamento
Não há nada específico. Apenas é necessário acompanhamento médico periódico para evitar complicações, como cálculos e infecções.
 
Prevenção
Como os cistos estão diretamente ligados ao aumento da pressão, é preciso mantê-la sob controle.
 


Infecção urinária

O que é
Qualquer infecção no canal da urina.
 
Causas
A presença de micro-organismos, como bactérias, fungos e vírus no interior da uretra.
 
Sintomas
Dor ao urinar, febre, sangue no xixi e vontade freqüente e intensa de ir ao banheiro.
 
Tratamento
Além de pedir que a pessoa tome mais líquido, o médico pode prescrever antibiótico, se a causa for uma bactéria.
 
Prevenção
Urinar antes de dormir e após as relações sexuais, e também evitar longos banhos de imersão, já que o contato com o meio líquido favorece a contaminação.
 


Mulheres e a cistite

As mulheres são mais vulneráveis à cistite, a infecção do trato urinário por razões anatômicas. Nelas, a uretra é bem mais curta do que nos homens, o que facilita o acesso de micro-organismos. O tratamento deve ser rápido, evitando que a infecção avance até a área nobre dos rins.
 
Se você não bebeu água o suficiente em um dia, seus rins bloquearão o desejo de urinar. Tudo para evitar que seu corpo fique desidratado. Lindo. Mas isso tem um preço: o serviço de filtragem deixa de ser perfeito.
 
Por falar em beber água, não leve tão a sério a clássica recomendação dos 2 litros por dia, a menos que você tenha cálculo renal. Caso contrário, dê seus goles quando bater a vontade. A dica, porém, pode não valer para idosos, porque neles, por razões fisiológicas, a sede nem sempre dá as caras. Para evitar desidratação e manter os rins em ordem, eles devem se habituar a tomar água de vez em quando, com ou sem sede.
Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e no app.

Blogs de médicos e especialistas.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês