Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

Para que serve o sabonete antibacteriano?

Mais do que fazer espuma e ter cheirinho gostoso, ele é um grande aliado na prevenção de doenças. Entenda o por quê!

Por Abril Branded Content - Atualizado em 15 jul 2020, 11h58 - Publicado em 14 jul 2020, 10h32

Na correria do dia a dia é comum encostarmos em superfícies com altíssimas concentrações de germes, como, por exemplo, no corrimão do metrô ou da escada rolante, no carrinho de supermercado e no celular e, em seguida, sem nem perceber, acabar levando a mão – muitas vezes contaminada ao rosto e à boca. Esse gesto rotineiro permite a entrada de microrganismos no seu corpo e pode oferecer riscos à saúde, como a Covid-19, infecção estomacal, respiratória, de ouvido ou na pele, conjuntivite, gripe, entre outros problemas.

O caminho para a prevenção, no entanto, é bem simples e está, literalmente, ao alcance das suas mãos: higienização correta. Para quem ainda tem dúvidas sobre a importância desse hábito, a Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta que lavar as mãos com água e sabão (em barra ou líquido) pode reduzir em até 40% o risco de disseminação de doenças.

Sabonete antibacteriano: higienização mais eficiente

Ok, lavar as mãos é essencial para prevenir doenças, mas alguns cuidados na higiene pessoal fazem com que a eliminação de vírus e bactérias ali presentes seja ainda mais eficaz. Primeiro, vale a pena substituir o sabonete neutro pelo antibacteriano. Em barra ou na versão líquida, ele conta com uma estrutura híbrida, que remove a maioria dos germes e evita a proliferação de doenças transmitidas através do contato físico. Para você entender melhor, funciona assim: as moléculas do sabonete antibacteriano têm o formato de alfinete e possuem duas partes: a cabeça, que é hidrofílica, portanto, se liga à molécula da água, e a cauda, que, por ser hidrofóbica, se conecta a óleos e gorduras. Já a camada mais externa dos vírus, conhecida como envelope, é formada por lipídios. Conclusão: as moléculas de sabão se conectam a essa membrana lipídica, rompendo o envelope viral e neutralizando o vírus.

Além disso, lembre-se de que não basta abrir a torneira, ensaboar rapidamente as mãos, enxaguá-las e pronto. Para se proteger, siga estas dicas:

Continua após a publicidade

tire os anéis e pulseiras;

aplique uma quantidade de sabão suficiente para que a espuma cubra toda a superfície das mãos;

esfregue-as muito bem. Capriche na limpeza das palmas, entre os dedos, no dorso e punhos;

o ritual deve durar cerca de 15 a 20 segundos. Em vez de contar, cante “Parabéns a você por duas vezes, será exatamente o tempo necessário;

Continua após a publicidade

enxágue-as e seque-as. Prontinho. Suas mãos estão limpas, livres de germes. E você, protegido de diversas doenças!

Saiba mais em Segredos da pele.

Conteúdo produzido por UNILEVER

Publicidade