Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Óleo de argan funciona de verdade?

O óleo de argan conquistou o mundo por sua capacidade de fazer maravilhas pelos cabelos

Por Redação M de Mulher Atualizado em 27 out 2016, 23h17 - Publicado em 10 set 2013, 22h00

O óleo de argan é extraído das sementes da árvore Argania spinosa, encontrada no sul do Marrocos
Foto: Divulgação

De uma hora para a outra, ele virou item obrigatório nos salões de cabeleireiro e no rótulo de cosméticos. Mas, apesar de todo auê, poucos por aí sabem explicar de modo mais aprofundado como ele agiria sobre os fios, se é indicado para todo mundo e como deveria ser aplicado. 

Por isso, corremos atrás de quem tem a palavra da ciência para orientar sobre como tirar o melhor proveito possível do produto: “O óleo de argan reveste os fios com uma espécie de filme protetor, evitando que percam água para o ambiente”, explica o tricologista Valcinir Bedin, presidente da Sociedade Brasileira para Estudos do Cabelo. “Ele hidrata, fortalece, nutre e revitaliza o couro cabeludo e os cabelos, que ficam mais brilhantes, sedosos e maleáveis”, acrescenta Maurício Pupo, presidente da Sociedade Brasileira de Cosmetologia. Mais elogios? “A substância é rica em ácidos graxos essenciais, como o linolênico e o oleico, e vitaminas A, D e E. Essa característica faz com com que ela tenha ação reparadora e antioxidante”, reforça a dermatologista Maria Paula Del Nero, de São Paulo, que é membro da Academia Internacional de Dermatologia Cosmética. “Assim, o argan minimiza o desgaste provocado por estresse, poluição, sol, vento, secador e processos químicos. E ainda combate o envelhecimento capilar.” Uau!
 

Mil e uma utilidades

Outro ponto a favor do óleo de argan é que ele pode mesmo ser usado de diferentes formas. Aplicado sobre os cabelos secos em toda a sua extensão, faz o papel de finalizador. Usado nos fios úmidos, hidrata e protege do calor do secador e da chapinha. “E ainda é um ótimo aliado contra o frizz porque, como encapa os cabelos, consegue preserválos da produção de eletricidade estática, responsável pelo aspecto arrepiado”, acrescenta Valcinir Bedin.
 
O elixir marroquino não precisa brilhar sozinho. “Ele pode ser misturado a outros cosméticos, como xampus, condicionadores, máscaras e cremes sem enxágue, deixando os fios ainda mais hidratados e otimizando o efeito desses produtos”, receita o médico Ademir Júnior, diretor da Associação Internacional dos Tricologistas. Em alguns salões de cabeleireiro, o óleo de argan é colocado até mesmo nas tinturas para tentar reduzir as agressões provocadas pela química.
 
Diante de tantos benefícios, dá vontade de besuntar a cabeleira diariamente, não é mesmo? Mas os especialistas alertam que é preciso parcimônia. “O ideal é que o produto seja aplicado a cada dois ou três dias, porque ele costuma impregnar a fibra capilar e, daí, pode saturar o fio”, diz Ademir Júnior. 
 

Mais ganhos para o corpo

Diferentemente do que muita gente pensa, ele não é indicado apenas para os cabelos. “Estudos realizados em instituições importantes, como a Universidade de Reims, na França, constataram que a substância auxilia também na hidratação da pele, melhorando sua saúde e aparência”, relata Maurício Pupo. “No caso, os trabalhos mostraram que o óleo tem propriedade antioxidante, retardando também o envelhecimento cutâneo, e anti-inflamatória, o que ajuda a cicatrizar feridas”, acrescenta. As unhas também podem se beneficiar com o ouro do Marrocos. “Ele, afinal, funciona como um agente hidratante”, diz Valcinir Bedin. E, assim como acontece com as madeixas, o óleo protege as garras das agressões externas e tem ação regeneradora, ajudando a deixá-las mais fortes e bonitas.
 

Tripla ação

Óleo de argan funciona de verdade?

Foto: Alex Silva

O argan protege, revitaliza e retarda o envelhecimento dos cabelos:

1. O ingrediente forma uma capa protetora sobre os fios. Assim, mantém a hidratação e reduz os danos causados por agentes externos como o sol e a poluição. 
 
2. Com seu potencial de nutrir e fortalecer tanto as madeixas quanto o couro cabeludo, ele é um aliado poderoso contra os efeitos da passagem do tempo.
Continua após a publicidade
Publicidade