Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

6 cuidados com os pés que todos deveriam ter

Você só se lembra deles quando doem? Confira os passos para mantê-los saudáveis e bem tratados todos os dias

Por Abril Branded Content - Atualizado em 4 jun 2020, 10h40 - Publicado em 28 abr 2020, 10h31

Responda rapidamente: você tem cuidado dos seus pés com carinho? Se a sua resposta foi “nem sempre”, fique esperto! Motivos não faltam para dedicar atenção redobrada a essa região. Afinal, são eles que sustentam o peso do nosso corpo e, muitas vezes, passam horas e horas apertados dentro de calçados desconfortáveis. 

Depois de tanto sufoco, é justo que recebam alguns cuidados especiais, você não acha? Veja como alguns hábitos simples podem deixá-los mais saudáveis, macios e bonitos. 

     1- Higiene dos pés em dia:

Manter os pés higienizados é fundamental para evitar chulé, frieiras e micoses. Assim, lave-os diariamente com água e sabão ou sabonete e, na sequência, enxugue-os muito bem – inclusive entre os dedos – já que o ambiente úmido é propício para proliferação de fungos e bactérias causadores de problemas. 

     2- Hidratante para os pés:

Pés ressecados correm risco de rachar – principalmente nos calcanhares. A saída é aplicar um hidratante específico para a região, de preferência um creme hidratante que, além de repor a água perdida e amaciar a pele, forma uma película protetora que previne a desidratação. Se quiser potencializar a absorção do produto, aplique o creme nos pés antes de dormir e enrole-os em plástico PVC.

Continua após a publicidade

     3- Esfoliação semanal:

Para prevenir o ressecamento e as rachaduras não bastam hidratar, é preciso, também, esfoliar. Essa etapa deve ser realizada uma vez por semana para remover as células mortas e, assim, aumentar a penetração dos agentes hidratantes. Evite o uso de lixas, que agridem a região e podem provocar o efeito rebote, ou seja, engrossar ainda mais a pele. O ideal é recorrer aos cremes esfoliantes específicos para os pés, que afinam e promovem a renovação do tecido com delicadeza.

     4- Desodorante para os pés:

Os segredos para prevenir o chulé são caprichar na higiene, ficar descalço sempre que possível e substituir a meia sintética pela de algodão, que absorve melhor a umidade e protege de micoses e maus odores. Se houver suor excessivo na região, siga diariamente este ritual: após lavar e enxugar bem os pés, aplique um desodorante para os pés, que previne a transpiração excessiva e mantém o local seco e protegido. 

     5- Como cuidar das unhas:

Deixá-las bem cortadas faz parte da higienização, pois o acúmulo de sujeira pode provocar infecções ou inflamações. Mas, para evitar que encravem, o ideal é não cortar a unha até a pele – mantenha sempre uma pequena porção da borda livre e os cantos em formato quadrado. E atenção: sempre esterilize seus utensílios de pedicure, como tesoura e alicate, e nunca compartilhe essas ferramentas com outras pessoas. Ah! Mais uma dica: lembre-se de retirar o esmalte das unhas para que possam respirar entre uma aplicação e outra.

     6- Calçados adequados:

Opte por modelos que facilitem a entrada de ar e permitam que os pés respirem. Os abertos são os mais indicados, enquanto os sapatos de plástico e borracha, assim como as sapatilhas, devem ser evitados por provocarem aumento da transpiração. Vale, ainda, aplicar os desodorantes antitranspirantes para os pés também dentro dos sapatos para prevenir a umidade e o chulé.

Continua após a publicidade

Com essas dicas, seus pés ficarão saudáveis e livres de mau cheiro, você vai ver!

Veja também:

Como tirar chulé do tênis, sapato, sapatilha e mais!

Conteúdo publicado por Unilever

Publicidade