saudeLOGO Created with Sketch.

7 mitos que as vovós contam

Algumas frases antigas, repetidas tantas vezes ao longo da história, passam a ser consideradas verdades absolutas. Mas algumas podem afetar sua saúde

Muitos conselhos que ouvimos são inofensivos, é verdade. Mas é bom tomar cuidado com aqueles que podem prejudicar a saúde. Abaixo, selecionamos algumas frases clássicas que não deveriam mais ser passadas às futuras gerações.

“Água com açúcar acalma os nervos”

Os grãos adocicados até induzem a liberação da serotonina, um neurotransmissor ligado ao bem-estar. Mas a reação não é tão ligeira assim. É muito mais válido e saudável oferecer um chá de camomila ou um fitoterápico à base de maracujá.

“Não pode engolir chiclete porque ele gruda no estômago”

As gomas de mascar não foram feitas para serem devoradas. Porém, se você estiver distraído e, depois de tanto mastigar, passar o chiclete goela abaixo, não se preocupe: ele sai com as fezes em até 24 horas. Só não faça disso um hábito: aí, sim, o material pode acumular.

“Soprar o machucado faz a dor passar mais rápido”

Quando a criança rala o joelho, é comum alguém assoprar a ferida na tentativa de aliviar a chateação. Mas essa atitude é até perigosa: Ao fazer isso, você está jogando diversas bactérias para dentro da lesão. Nesse caso, a velha dupla água e sabão é a melhor pedida.

“Estalar os dedos dá artrose

Se você tem o hábito de esticar as juntas até ouvir aquele barulho, saiba que estudos não encontraram ligações dessa mania com a artrose. Em compensação, há evidências de que esses movimentos podem causar inchaço nas juntas e diminuição da força na mão.

“Ler no escuro estraga a vista”

Isso cai por terra ao primeiro olhar mais atento. Na pior das hipóteses, ler no escuro causa fadiga ocular e dor de cabeça, o que pode ser resolvido com uma boa iluminação local. Em situações de pouca luminosidade, a pupila se dilata e a profundidade do foco fica reduzida. Mas esse esforço para enxergar as letrinhas não vai se transformar em miopia.

“Bolo quente dá dor de barriga”

Outra história sem pé nem cabeça, dizem os médicos. Ora, quando a comida passa pelo esôfago, o corpo já se adapta à sua temperatura. O restante do aparelho digestivo não nota se um alimento está quente ou frio. O que pode causar algum mal-estar é a quantidade ingerida ou algum ingrediente.

“Tomar friagem com o cabelo molhado dá dor de garganta”

Sair no frio depois de tomar um banho quente não faz nada bem para o organismo, mas essa atitude não está relacionada a incômodos na garganta ou febre. O grande perigo é o choque térmico, que, dependendo da intensidade, pode até causar uma parada cardíaca.

 

E as verdades?

Não vamos ser tão severos com nossas vovós. Veja dois exemplos clássicos de frases certeiras que elas gostam de repetir:

“Não estoure essa bolha”

O certo é deixar o bolsão de água sumir naturalmente. Se você fizer questão de furá-lo, lembre-se de usar uma agulha esterilizada para não provocar uma infecção no local.

“A mulher para de crescer depois que menstrua”

Quando a menina menstrua, os hormônios sexuais já estão circulando pelo seu organismo. Com essas substâncias trabalhando, o ritmo do desenvolvimento corporal diminui. A garota deve ainda subir, no máximo, 5 centímetros.