Clique e Assine VEJA SAÚDE por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Drenagem linfática: conheça os benefícios, mitos e contraindicações

Um dos procedimentos mais buscados nas clínicas estéticas, ela pode reduzir inchaços pelo corpo, mas não elimina gordura (e traz seus riscos)

Por João Antonio Streb
23 fev 2024, 13h29

Uma massagem usada para diminuir a retenção de líquido, com efeito anti-inflamatório e relaxante. Embora pareça um procedimento puramente estético, a drenagem linfática tem a função de estimular regiões específicas do corpo para oxigenar tecidos e eliminar toxinas.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o procedimento pode ser feito de forma manual ou mecânica, com o devido cuidado para não provocar lesões nos capilares linfáticos nem causar dor.

Ele deve sempre ser indolor, e é recomendado para pessoas com edema gestacional, comprometimentos na circulação sanguínea e como parte de tratamentos antes e depois de cirurgias plásticas e lipoaspirações, entre outras indicações.

+Leia também: Como funciona o sistema linfático – e o que isso tem a ver com a drenagem

Como é feita a drenagem linfática?

Para entender como esse procedimento funciona, é necessário compreender alguns mecanismos do corpo. A linfa é um líquido transparente e viscoso semelhante ao plasma sanguíneo, que circula pelo corpo todo através dos chamados dutos linfáticos.

Como o nome indica, a drenagem linfática busca propiciar a melhor circulação desse sistema.

Continua após a publicidade

Seja com o método manual ou mecânico, a sequência de movimentos suaves, lentos e rítmicos tem como objetivo aumentar a velocidade com que a linfa percorre os dutos. Isso também reduz a formação de edemas, inchaços formados pelo acúmulo de líquidos, geralmente após situações traumáticas ou em pós-operatórios.

Em uma drenagem linfática, os movimentos vão sempre ser direcionados para algum gânglio. Se o tratamento é feito nas pernas, por exemplo, a ação será feita para cima, até a parte posterior do joelho. Se for na barriga, é feito em direção à virilha.

Em função da fragilidade do sistema linfático, a drenagem precisa ser feita de forma mais suave do que uma massagem comum. Por isso, é importante buscar profissionais treinados e habilitados para realizar a técnica sem causar danos ou dores.

Quais os benefícios da drenagem linfática?

Embora tenha diversas funções, é importante esclarecer um mito: a drenagem linfática não elimina gordura. Ao tratar edemas, esse procedimento até pode reduzir inchaços localizados e dar uma aparência de redução da silhueta.

Mas, na prática, a única alteração é uma menor retenção de líquidos. A drenagem em si não reduz a gordura corporal.

Continua após a publicidade

A diminuição de edemas é vantajosa, por exemplo, para grávidas, que podem ter incômodos em função do acúmulo de líquidos causado pela gestação.

Ainda assim, essa técnica tem uma série de benefícios endossados por entidades como a SBD. Entre eles:

  • Maior oxigenação dos tecidos
  • Eliminação de toxinas
  • Melhor absorção de nutrientes
  • Redução de edemas e da retenção de líquidos
  • Relaxamento e bem-estar

A drenagem linfática tem contraindicações?

Cuidados e precauções são necessários para qualquer procedimento, e com a drenagem linfática não é diferente. Segundo a SBD, há casos que exigem atenção especial e não devem realizar a drenagem: as contraindicações incluem pessoas com infecções e febre, pressão baixa, hipertireoidismo não tratado, asma brônquica e câncer.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.