Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

O leite em pó é melhor ou pior do que o de caixinha?

Os dois produtos estão nas prateleiras. Mas, além do sabor e da praticidade, investigamos se há fatores ligados à saúde que os diferenciam

Por Thiago Nepomuceno - Atualizado em 29 mar 2018, 10h54 - Publicado em 14 ago 2016, 14h00

Segundo Ana Clarissa dos Santos Pires, professora do Departamento de Tecnologia de Alimentos da Universidade Federal de Viçosa, em Minas Gerais, o leite em pó perde poucos nutrientes durante sua fabricação. Sabe por que?

Bem, pra começo de conversa, a bebida passa por uma máquina que faz com que ela perca água e se torne uma pasta. Depois, esse material é borrifado na forma de gotículas em um equipamento cheio de ar quente e seco, chamado “spray dryer”. Nesse momento, o produto se transforma em pó.

A perda de nutrientes é minimizada porque, durante o processo todo, o líquido não chega a ser submetido a altas temperaturas. “Portanto, essa versão não é contraindicada. Inclusive, é muito útil por durar mais tempo”, analisa Ana Clarissa. Ou seja, não haveria tantas diferenças entre eles.

Publicidade