Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

O perigo dos ataques cardíacos silenciosos

Fique atento: nem todo infarto apresenta sintomas claros.

Por Thiago Nepomuceno Atualizado em 2 jun 2017, 12h12 - Publicado em 24 Maio 2016, 09h16

Quando uma pessoa sofre um infarto, tem sintomas como dor no peito, falta de ar e náuseas, certo? Errado. Cerca de metade desses episódios não dá sinais – e nem por isso são menos perigosos. Especialistas da clínica médica Wake Forest Baptist, nos Estados Unidos, analisaram os dados de 9 489 pessoas de meia idade.

Durante nove anos, 386 indivíduos reportaram um ataque cardíaco precedido de sintomas clássicos, enquanto 317 tiveram o mesmo problema, mas de maneira silenciosa. Os cientistas descobriram que essa turma que não sentiu nada ao infartar – nem uma dorzinha – apresentava um risco três vezes maior de morrer por doenças cardíacas ao longo da vida. Sem falar que essas pessoas se mostraram 34% mais propensas a falecer por qualquer motivo.

  • Segundo um dos autores do trabalho, quando os pacientes não sabem que estão passando por um ataque cardíaco, podem não receber os cuidados necessários para prevenir outro episódio. Para protegê-los de novas complicações, dizem os pesquisadores, os médicos deveriam estimulá-los a parar de fumar, perder peso, controlar o colesterol e a pressão, além de investir nos exercícios.

    Publicidade