Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

A calcinha que mata bactérias

Acaba de ser lançada no país uma roupa íntima que promete diminuir o risco de infecções na vagina

Por André Biernath - Atualizado em 9 jan 2018, 17h16 - Publicado em 2 dez 2017, 10h36

Desenvolvida pela marca de lingeries 2rios, essa calcinha é fabricada com um agente químico que atrai e destrói bactérias e outros micro-organismos. “Ela continua eficaz mesmo após 100 lavagens”, diz Karine Liotino, consultora de inovação da 2rios. Disponível nas cores bege e preta, a novidade seria bem-vinda sobretudo para mulheres que fizeram cirurgias na área genital.

“Antes de usar qualquer produto, só é importante buscar a orientação do profissional de saúde para analisar a situação e até fazer o diagnóstico de alguma doença”, lembra o médico Paulo César Giraldo, presidente da Sociedade de Obstetrícia e Ginecologia do Estado de São Paulo.

Como a peça funciona

1. As fibras do tecido são fabricadas com a tecnologia Fresh, que tem um produto capaz de eliminar diversos tipos de germes.

2. Os fungos e afins são atraídos por essa substância. Ao entrarem em contato com ela, acabam mortos.

Continua após a publicidade

3. Segundo o fabricante, o processo evitaria o mau cheiro e a proliferação desses bichinhos, que são causa de problemas.

4. A calcinha não teria nenhum efeito no equilíbrio da flora vaginal, que fica alojada mais na parte interna do órgão.

Publicidade