Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Cuide da sua boca Por Blog Profissionais do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo contam o que fazer para manter um sorriso bonito e saudável

Quando os alimentos mancham seus dentes

Conheça os ingredientes que mais ofuscam o branco dos dentes e as soluções para acabar com as manchas

Por Dr. Mario Sérgio Giorgi, cirurgião-dentista* Atualizado em 22 jan 2020, 10h46 - Publicado em 22 Maio 2018, 19h27

Não é novidade que os dentes adquirem uma coloração diferente quando bebemos vinho tinto ou café ou, ainda, comemos açaí. De fato, alguns alimentos e bebidas são capazes de causar manchas, mas elas são facilmente removidas com a escovação.

A comida pode provocar manchas na dentição por dois motivos. O primeiro deles: devido aos pigmentos (ou corantes) contidos nos alimentos. Em contato com os dentes, eles penetram no esmalte, aquela superfície de camada translúcida. A outra causa é o alto nível de acidez de alguns alimentos. Isso contribui para a desmineralização do esmalte dentário, deixando a superfície porosa e mais sujeita a manchas.

Devido ao desgaste da superfície dental ou mesmo das restaurações estéticas em resina, ingredientes como café, chá-preto, suco de uva, vinho tinto e açaí podem gerar manchas. E é evidente que essa situação também depende da quantidade ingerida.

Para minimizar o problema, não é preciso reformular todo o cardápio ou banir certos itens. O conselho é tomar alguns cuidados, sendo que o principal deles é a higienização adequada. Quando usamos a escova e o creme dental, os resíduos na superfície do esmalte são mais facilmente removidos. Portanto, não demore para fazer a escovação!

Outro fator importante por trás da maior incidência de manchas na dentição é o tabagismo. Além dos diversos malefícios à saúde, esse é mais um problema que a nicotina e outros compostos legam ao corpo.

Manchou! Que fazer?

Se você está com os dentes manchados e deseja recuperar um sorriso mais branco e homogêneo, o primeiro passo é consultar o dentista. O profissional vai avaliar e estudar o caso e, então, propor o tratamento mais adequado.

Uma das estratégias usadas é o clareamento dental, processo feito com o emprego de géis clareadores. A aplicação pode acontecer no consultório ou feita em casa, seguindo as recomendações e o acompanhamento do dentista.

Continua após a publicidade

A concentração dos agentes clareadores, as substâncias que reduzem as manchas, varia caso a caso e o resultado também pode depender do número de aplicações.  É importante que, após o tratamento, o indivíduo siga todas as recomendações, uma vez que os dentes não estarão imunes a novas manchas. Assim, orientamos que se evitem alimentos muito ácidos ou pigmentados demais, bem como outros fatores prejudiciais, caso do já citado cigarro.

Cuidado com as dicas caseiras

Muita gente recorre à Internet na busca por soluções rápidas e milagrosas para clarear os dentes e eliminar manchas. E há vários sites e postagens com pretensas dicas supostamente simples e econômicas: vinagre de maçã, bicarbonato de sódio com limão, óleo de coco… Ocorre que não há comprovação científica sobre a segurança e a eficácia desses produtos (e de muitos outros!) no tratamento de manchas.

A maior parte dos ingredientes caseiros divulgados por aí não só não interfere na cor dos dentes como ainda pode trazer prejuízos. Exemplo: em excesso, o bicarbonato é capaz de levar à erosão dentária, deixando os dentes mais sensíveis e expostos a problemas. Não caia nessas conversas!

Cabe destacar que a coloração dos dentes não é a mesma em todas as pessoas. Tanto a hereditariedade como a exposição a agentes externos (dentre eles a comida) influenciam na coloração da arcada dentária.

Para conquistar um sorriso bonito, harmonioso e livre de manchas, o melhor conselho é consultar o dentista e manter a higiene correta dos dentes e de toda a boca.

* Dr. Mario Sérgio Giorgi é cirurgião-dentista e presidente da Câmara Técnica de Dentística do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Acesso imediato ao app da Veja Saúde, com as edições digitais, para celular e tablet.

a partir de R$ 9,90/mês