Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Imagem Blog

Com a Palavra

Por Blog
Neste espaço exclusivo, especialistas, professores e ativistas dão sua visão sobre questões cruciais no universo da saúde
Continua após publicidade

A pele merece um olhar para além da estética

O nosso maior órgão pode dar pistas de muitas doenças originadas em outras partes do corpo

Por Heitor de Sá Gonçalves, dermatologista*
30 Maio 2023, 16h48

Muitas pessoas vão ao dermatologista quando a acne aparece ou os sinais do envelhecimento ficam mais visíveis e passam a incomodar. Mas o dermatologista não trata somente de questões estéticas ou doenças que atingem originalmente esse órgão, como micoses e queimaduras.

Ele precisa olhar a pele integralmente, procurando inclusive sinais que possam indicar a presença de outras doenças.

Por exemplo: áreas escurecidas e espessas nas dobras do pescoço muitas vezes são indícios de resistência à ação do hormônio insulina, situação essa que, se não tratada, evolui para o diabetes.

Quem tem diabetes corre o risco de apresentar também a dermopatia diabética, caracterizada por lesões ulceradas nas pernas (uma consequência de alterações na microcirculação).

+ LEIA TAMBÉM: Rosácea tem ligação íntima com questões emocionais

E há ainda o prurido (ou coceira) noturno, acompanhado de lesões vermelhas da pele, que devem chamar a atenção para a possibilidade de serem sinais de linfomas cutâneos.

Até mesmo doenças hepáticas podem modificar a pele, deixando-a amarelo-esverdeada.

Já lesões amarronzadas e elevadas, na boca ou no corpo, podem estar ligadas ao Sarcoma de Kaposi, quadro que muitas vezes resulta de uma infecção por HIV.

A presença desse vírus também é capaz de levar a uma foliculite, com carocinhos que coçam muito.

Continua após a publicidade

BUSCA DE MEDICAMENTOS Informações Legais

DISTRIBUÍDO POR

Consulte remédios com os melhores preços

Favor usar palavras com mais de dois caracteres
DISTRIBUÍDO POR

Quando há queda de cabelo associada ao cansaço, faz-se necessário investigar um possível hipotireoidismo.

Já lesões vermelhas, descamativas e com atrofia da pele, no rosto ou couro cabeludo, e que ardem em contato com o sol, podem sinalizar uma doença conhecida como lúpus.

Esses são apenas alguns exemplos de como certas doenças causam impactos na pele, o que nos mostra como esse órgão é um verdadeiro universo para estudos e análises da saúde integral dos indivíduos. Vamos valorizá-la!

Continua após a publicidade

*Heitor de Sá Gonçalves é dermatologista e presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD)

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.