Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

Óleo de coco: 5 benefícios que você precisa conhecer!

O ingrediente tem qualidades que vão muito além da cozinha! Confira algumas das vantagens que ele oferece

Por Abril Branded Content - Atualizado em 10 jun 2020, 13h54 - Publicado em 4 jun 2020, 10h28

Não é de hoje que os óleos naturais são usados nos cuidados com a higiene e beleza. No Egito Antigo, já era costume, ao finalizar o banho, esfregar óleos aromáticos na pele para retardar o envelhecimento e deixá-la perfumada. Naquela época, o método para extrair tais ingredientes eram a maceração das plantas ou apenas de suas sementes e flores, que podiam ser cozidas em azeite e água. De qualquer forma, o óleo obtido – geralmente de carvalho europeu, rícino, linho, gergelim, açafrão, oliva e amêndoas – era usado na produção de cremes e unguentos. 

De lá para cá, muita coisa mudou, a indústria dos produtos de higiene investiu em tecnologias inovadoras e desenvolveu hidratantes, desodorantes antitranspirantes, sabonetes e diversos outros itens para que a gente se mantenha protegida e bem cuidada, mas continuou aproveitando os benefícios que os óleos naturais têm a oferecer.

E a variedade de óleos é enorme: tem de coco, melaleuca, vetiver, argan, lavanda e muitos outros. Alguns contam com propriedades nutricionais que protegem e hidratam, outros oferecem ação suavizante, auxiliando a reduzir irritações e manchas. Um dos mais usados hoje em dia, o óleo de coco pode oferecer diversos benefícios, como: 

Continua após a publicidade

Óleo de coco ajuda na perda de peso:

Um estudo realizado no Canadá mostrou que pessoas que consumiam o óleo de coco na alimentação apresentaram uma maior oxidação (quebra das moléculas) de gorduras do que as que seguiam dietas com óleos comuns. Quando a gordura é quebrada no tecido adiposo, ela é usada em forma de energia e, desse modo, não se acumula no organismo. A ajudinha deve, é claro, ser apenas um extra. Uma dieta balanceada e atividades físicas seguem sendo essenciais.

Óleo de coco para cabelo:

O óleo de coco é rico em triglicerídeos e vitamina E, que forma um filme lubrificante no fio. Por isso, é um ótimo aliado na prevenção do ressecamento, na recuperação dos fios danificados pelo excesso de química e de calor da chapinha e secadores e na proteção do frizz.

Óleo de coco para pele:

Estudos indicam que o óleo de coco pode aumentar a elasticidade da pele, já que mantém a hidratação natural da derme, enquanto seus antioxidantes combatem os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce das células. Além disso, nos dias de temperaturas muito baixas ou elevadas, ele atua como um ótimo hidratante labial.

Controla o mau cheiro das axilas:

Graças à sua ação antibacteriana, muitos acreditam que o óleo de coco, assim como o carvão ativado, o leite de magnésia e o bicarbonato de sódio, seja capaz de reduzir o crescimento das bactérias e, assim, controlaria o mau odor. Por isso, muitas vezes, ele é usado na produção de desodorante caseiro ou naturais, em substituição ao álcool, que nas versões industriais tem a mesma função. O problema é que sua eficácia é menor que a de um antitranspirante com sais de alumínio. Além disso, o ingrediente, apesar de reduzir a proliferação de bactérias que provocam o mau cheiro, não diminui a produção do suor e, mais do que isso, a experiência da aplicação direta é desagradável devido à textura grossa e pesada do óleo. Por isso, a melhor opção para quem sua muito é investir no desodorante antitranspirante, que contém ingredientes poderosos para controlar a transpiração (como os sais de alumínio).

Continua após a publicidade

Dá energia para o treino:

O óleo de coco acelera o metabolismo e dá aquela energia para você malhar com mais disposição. E, se for combinado com uma xícara de café – que estimula o sistema nervoso central e melhora o estado de alerta –, torna-se um termogênico ainda mais poderoso para antes do treino.  

Outros conteúdos em Segredo da Pele.

Conteúdo publicado por Unilever

Publicidade