Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

Metade dos hipertensos tem mais de 50 anos

De acordo com levantamento, número de indivíduos com pressão alta nessa faixa etária aumentou 5% de 2014 para 2015

Por Thiago Nepomuceno - Atualizado em 28 Oct 2016, 06h48 - Publicado em 3 May 2016, 09h00

Dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia mostram que as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no Brasil. Se você já passou dos 50, é bom tomar cuidado redobrado com o coração e os vasos sanguíneos: segundo um novo levantamento da Orizon, empresa de tecnologia e gerenciamento de saúde, essa turma representa metade dos casos de hipertensão no país.  
Para chegar a essa conclusão, dados de 1,4 milhão de pacientes foram incluídos no estudo. Em 2014, 47% dos hipertensos ultrapassavam o meio século de vida. Já no ano passado, o índice subiu para 52%. É importante notar ainda que esse mal não escolhe gênero: nos dois anos acompanhados, 51% dos enfermos eram homens e 49% mulheres. O levantamento ainda mostrou que as pessoas com pressão alta passam, em média, seis dias internados em hospitais para tratar as crises hipertensivas e os desdobramentos da doença. 
Algumas medidas básicas ajudam a manter a pressão dentro dos limites saudáveis. Aposte em exercícios físicos e pegue leve no sal. Dormir bem e investir em frutas e verduras também ajuda a afastar a hipertensão. Manter os níveis sob controle evita até 57 mil mortes por infarto e 63 mil por AVC todos os anos. 

 

Publicidade