saudeLOGO Created with Sketch.

Menopausa abre brecha para problemas do coração

Pesquisa Sinta seu Coração revela que a maioria das mulheres desconhece a relação entre menopausa e infarto

Não há dúvidas em relação ao papel dos hormônios na saúde cardiovascular, em especial do estrogênio. “Entre outras funções, ele atua no equilíbrio dos níveis de colesterol em circulação”, diz o cardiologista Carlos Costa Magalhães, da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, a Socesp. Estudos mostram também que a substância seria uma espécie de guardiã do endotélio – aquele tapete celular que recobre as artérias e que precisa estar sempre intacto para afastar o infarto. Entretanto, com a chegada da menopausa e a redução na produção hormonal, a mulher deixa de contar com tal aliado.

Apesar desse panorama, na pesquisa Sinta Seu Coração – realizada com 5 318 mulheres e coordenada pelas revistas SAÚDE e CLAUDIA em parceria com a Socesp e apoio da Nestlé – apenas 30% delas passou a se preocupar mais com o coração depois de ter passar pela fase do climatério. O levantamento, que é considerado o maior retrato sobre o estilo de vida das brasileiras, mostra ainda que um percentual pequeno faz uso da terapia de reposição hormonal (TRH).

Aliás, quando o assunto é TRH surgem controvérsias entre os especialistas. Isso porque durante muitos anos esse tipo de tratamento era visto como danoso para as artérias, já que além do estrogênio traz outros componentes na fórmula. Sem contar os trabalhos que associavam com tumores de mama. Hoje se sabe que a reposição é segura desde que seja muito bem orientada pelo médico. “O profissional deve ser criterioso e avaliar cuidadosamente o histórico da paciente para tomar a melhor decisão”, comenta Magalhães.

Quanto aos benefícios em relação à saúde cardiovascular, o cardiologista afirma que os estudos mais recentes não sugerem a indicação da TRH em prol das artérias. “Ainda que a terapia funcione bem na proteção contra a osteoporose, faltam evidências sobre sua eficácia no que diz respeito à prevenção do infarto”, pondera.

Segundo Carlos Magalhães, para blindar o coração a fórmula mais eficiente é aquela que junta a prática de atividade física regular com a alimentação saudável. Sem esquecer que o cuidado deve ser redobrado para diabéticas e hipertensas.
 

Veja alguns dados da pesquisa:

Você está na menopausa? 

Menopausa abre brecha para problemas do coração

Depois de entrar na menopausa, passou a se preocupar mais com a saúde do seu coração?

Menopausa abre brecha para problemas do coração

Faz algum tratamento para os sintomas do climatério?

Menopausa abre brecha para problemas do coração

O que está usando nesse tratamento?

Menopausa abre brecha para problemas do coração

Foto: Rodrigo Maroja