Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Itens voltados ao autocuidado são chave para o bem-estar

Muito além dos MIPs, conheça itens que fazem diferença na manutenção da saúde e qualidade de vida

Por Abril Branded Content
Atualizado em 28 Maio 2024, 17h55 - Publicado em 21 set 2023, 11h30

Escolher de forma racional produtos e serviços para atender às necessidades do corpo e da mente é um dos pilares do autocuidado. “A ACESSA adota a definição de produtos para o autocuidado em saúde como aqueles sujeitos à vigilância sanitária que podem ser dispensados e utilizados sem a exigência de prescrição e supervisão de um profissional da saúde”, descreve Marli Sileci, presidente executiva da ACESSA. “Eles possuem alegações terapêuticas ou de saúde ou funcionais baseadas em evidências que comprovem sua segurança e eficácia”, continua a executiva.

Entre os itens incluídos nesse rol estão, claro, os medicamentos isentos de prescrição (MIPs). Eles tratam sintomas como dores de cabeça, dores musculares, febres, gripes, resfriados, má digestão, cólicas, entre outros”, explica Marli Sileci

Em 2022, o Prêmio Autocuidado em Saúde ACESSA, por exemplo, premiou profissionais da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) responsáveis pela elaboração de uma cartilha sobre fitoterápicos que esclarece o uso racional desses fármacos.

Assim como os MIPs, diversos itens que integram a linha de autocuidado devem passar pelo crivo da Anvisa antes de chegar ao mercado. É o caso dos autotestes. Eles ganharam visibilidade durante a pandemia de Covid-19, quando epidemiologistas defendiam a importância da ampla testagem para o entendimento e controle da doença.

Na definição da agência, “autoteste é o nome dado ao produto em que cidadão realiza todas as etapas da testagem, desde a coleta da amostra até a interpretação do resultado, sem a necessidade de auxílio profissional, seguindo atentamente as informações das instruções de uso”.1 

No Brasil, a autotestagem tem se mostrado importante também na triagem do HIV, uma vez que, de acordo com estimativas do Ministério da Saúde, cerca de 143 000 indivíduos são portadores do vírus sem ter ideia disso, o que dificulta o controle da transmissão, diagnóstico e tratamento precoce.2 Nesse contexto, essa modalidade de exame abre caminho para prevenção e rastreamento de doenças, colaborando para a elaboração de estratégias de saúde pública.

Continua após a publicidade

Dispositivos tecnológicos são igualmente aliados quando se trata de empoderar as pessoas, seja na prevenção, seja no controle de doenças. Monitores de batimentos cardíacos, aparelhos para medir os níveis de glicose no sangue e aplicativos vestíveis são recursos tecnológicos que vêm ganhando cada vez mais relevância e ajudando na conscientização sobre o funcionamento do próprio corpo.

Em 2022, entre os finalistas da categoria Uso Racional de MIPs e Outros Produtos, o Prêmio Autocuidado em Saúde ACESSA reconheceu a healthtech Tato Fisioterapia Inteligente pelo trabalho de telerreabilitação para pessoas com dor crônica. A empresa desenvolveu uma trajetória digital para facilitar a triagem e classificação de risco de dores, com apoio de inteligência artificial e de linhas de cuidado personalizadas, com fisioterapia online e telemonitoramento.

Ao promover o autoconhecimento, a tecnologia digital acaba estimulando o autocuidado e a adoção de um estilo de vida saudável.

Suplementos alimentares e dermocosméticos ganham espaço

A busca por bom desempenho físico, mais energia, longevidade e qualidade de vida pode passar pela incorporação de suplementos alimentares para suprir déficits nutricionais no cardápio do dia a dia. Para a Anvisa, são considerados nessa relação “todos os produtos de ingestão oral, apresentados em forma farmacêutica, destinados a suplementar alimentação com nutrientes, substâncias bioativas, enzimas ou probióticos, combinados ou isolados”.3 A agência lista nessa classificação:4 

Continua após a publicidade

a) suplementos de vitaminas e minerais;

b) substâncias bioativas e probióticos;

c) novos alimentos apresentados em formatos farmacêuticos;

d) alimentos com alegações de propriedades funcionais apresentados em formatos farmacêuticos;

e) suplementos para atletas;

Continua após a publicidade

f) complementos alimentares para gestantes e nutrizes; 

g) medicamentos específicos isentos de prescrição.

Na rotina de autocuidado entra em cena também o segmento de dermocosméticos ou cosméticos funcionais, aqueles que têm em sua composição algum ativo farmacológico e ingredientes para cuidados que unem higiene, proteção, saúde e beleza. Esses componentes ultrapassam as camadas mais superficiais da pele e agem para obter resultados específicos – por exemplo, sabonete para pele com acne ou xampu anticaspa. Por essa característica, precisam ter segurança e eficácia comprovadas com testes clínicos, além de trazer informações como eventuais restrições de uso. Pela Anvisa esses produtos são tratados como cosméticos grau 2.5 

Com a palavra autocuidado cada vez mais incorporada às estratégias de mais qualidade de vida, reconhecer os sinais do próprio corpo, buscar conhecimento de qualidade e ter responsabilidade nas escolhas de produtos e serviços são etapas fundamentais para a tomada de decisões sobre a própria saúde.

REFERÊNCIAS

Continua após a publicidade
  1. https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias-anvisa/2022/anvisa-regulamenta-a-utilizacao-de-autotestes-para-covid-19/PerguntasfrequentesAutotestesCovid.pdf
  2. https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/noticias-anvisa/2016/anvisa-define-regras-para-autoteste-de-hiv
  3. https://www.gov.br/anvisa/pt-br/assuntos/alimentos/suplementos-alimentares
  4. https://www.gov.br/anvisa/pt-br/centraisdeconteudo/publicacoes/alimentos/perguntas-e-respostas-arquivos/suplementos-alimentares.pdf
  5. https://www.in.gov.br/web/dou/-/resolucao-rdc-n-752-de-19-de-setembro-de-2022-430784222

2º Prêmio Autocuidado em Saúde ACESSA

Em 2023, a premiação apresenta três categorias e um reconhecimento jornalístico

COMUNICAÇÃO EM SAÚDE E AUTOCONHECIMENTO

Contempla dois pilares do autocuidado: informação em saúde e autoconhecimento & saúde mental. Está aberta a soluções para promover a capacidade dos indivíduos em obter e entender informações básicas em saúde, assim como a iniciativas em prol do bem-estar mental e autoconsciência.

PROMOÇÃO À SAÚDE

Continua após a publicidade

Baseada nos pilares atividade física, alimentação saudável, consciência de atitudes de risco e boa higiene, é destinada a campanhas e intervenções que visem evitar ou reduzir comportamentos
que aumentem o risco de doenças ou morte e, também, práticas pessoais ou ambientais que previnam a propagação de doenças. Abrange, ainda, pesquisas e demais iniciativas com foco em oferecer opções para vencer o sedentarismo e buscar uma dieta equilibrada.

USO RACIONAL DE MIPS E OUTROS PRODUTOS 

Abrange soluções que se apoiem no pilar do uso racional e responsável de medicamentos isentos de prescrição (MIPs) e outros produtos e serviços para o autocuidado, envolvendo o gerenciamento seguro e eficaz da saúde do indivíduo (e quaisquer doenças cotidianas ou condições menores), quando apropriado, utilizando-se de medicamentos, produtos ou serviços de modo racional e sem a necessidade de prescrição de um profissional de saúde.

RECONHECIMENTO JORNALISMO E PRODUÇÃO DE CONTEÚDO SOBRE AUTOCUIDADO

Visa reconhecer o compromisso de jornalistas, colunistas e comunicadores em geral em divulgar informação de qualidade relacionada ao conceito de autocuidado, qualidade de vida e boas escolhas em saúde.

Veja o regulamento completo, saiba como participar e conheça os jurados no site da premiação: premioautocuidadoacessa.com.br.

Para mais informações, envie mensagem para: premioautocuidadoemsaudeacessa@gmail.com

Sobre a ACESSA 

A Associação Brasileira da Indústria de Produtos para o Autocuidado em Saúde (ACESSA) reúne os principais fabricantes nacionais e internacionais de medicamentos isentos de prescrição (MIPs), que, juntos, representam 80% do mercado brasileiro relevante desse tipo de medicamento. A entidade é a antiga Associação Brasileira da Indústria de Medicamentos Isentos de Prescrição (ABIMIP) e mudou de nome em fevereiro de 2022, ampliando seu escopo de trabalho, com o objetivo de acompanhar a evolução na sociedade e no mercado e congregar todos os esforços para ser reconhecida como referência na promoção do AUTOCUIDADO em saúde e bem-estar. 

Para mais informações, visite acessa.org.br. 

Siga a ACESSA no LinkedIn e no Instagram.   

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.