Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

Fio dental é indispensável para a higienização bucal

Após documento americano ter colocado em dúvida a necessidade dele, Conselho Regional de Odontologia de São Paulo reforça sua importância

Por Redação Saúde é Vital - Atualizado em 6 Jul 2017, 10h13 - Publicado em 14 Sep 2016, 12h00

Os últimos dias não foram fáceis para o fio dental. Ele ganhou status de item supérfluo no “Dietary Guideline for Americans”, uma publicação que serve como uma espécie de manual de políticas públicas da saúde americana. E desde agosto, quando o documento foi divulgado, essa informação deixou muita gente com a pulga atrás da orelha.

Leia também: 5 dicas para escolher o modelo perfeito de escova

Mas, para o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (Crosp), não há motivos para questionamentos: aposentar o fio dental está fora de questão. Inclusive, seu uso deve ser encorajado. Segundo a entidade, ele garante a limpeza correta em locais da boca que a escova não consegue atingir, remove restos de alimentos entre dentes e também auxilia na eliminação da placa bacteriana.

Por isso, o Crosp reforça que o fio dental não deve ser visto como um mero coadjuvante. Mais: derrapar na higienização bucal (que ainda inclui a escova, é claro) pode resultar em diversas encrencas, de cáries até a perda dos dentes.

Publicidade