Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

A cabeça dos estudantes brasileiros

Pesquisadores unem forças para criar um retrato fiel do estado mental dos nossos jovens

Por Chloé Pinheiro (colaboradora) Atualizado em 26 out 2016, 10h04 - Publicado em 27 out 2015, 10h01

A missão dos responsáveis pelo projeto Atenção Brasil era ousada: entrevistar 9 mil pais e professores de crianças e adolescentes para descobrir a quantas andava a psique da garotada. Para chegar lá, os especialistas treinaram 124 professores para aplicar questionários em 87 cidades de 18 estados diferentes.  

O resultado do esforço, encabeçado por instituições como a Universidade de São Paulo e a Universidade Estadual de Campinas, foi um levantamento de proporções inéditas. Descobriu-se, por exemplo, que o baixo grau de escolaridade do/a chefe da família e o fato de a mãe ter fumado ou bebido durante a gestação são alguns dos agentes críticos para o desempenho escolar. 

Além de revelar dados importantes, o estudo deu origem a uma cartilha que ensina professores e pais a evitar atitudes capazes de abalar o equilíbrio e a autoestima dos meninos e meninas. Lançado em 2010, o documento ainda traz orientações gerais, que vão da importância do sono a recomendações sobre como ajudar crianças a reconhecerem suas habilidades. É uma forma de agir preventivamente e, dessa maneira, manter a cabeça da molecada tinindo. 

O investimento no futuro do país garantiu aos autores do trabalho o primeiro lugar na categoria Saúde Mental e Emocional do Prêmio SAÚDE de 2010. 

Em 2015, novas e inspiradoras iniciativas da ciência brasileira brilharão na décima edição da premiação. Conheça-as e escolha seus finalistas favoritos em cada categoria clicando aqui.

Continua após a publicidade

Publicidade