Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

5 fatos importantes sobre puberdade precoce

Desenvolver-se antes da hora pode ser um baita problema — ou indicar a presença de doenças sérias

Por Theo Ruprecht Atualizado em 28 out 2016, 06h30 - Publicado em 15 mar 2016, 15h41

Puberdade precoce não é só uma questão de se desenvolver antes do tempo. No Congresso Paulista de Pediatria, o pediatra Gil Guerra Júnior, da Universidade Estadual de Campinas (SP), chamou a atenção para o impacto dessa condição e o que ela pode sinalizar. SAÚDE presenciou a aula e listou os pontos mais importantes para você ficar de olho:

Meninas sofrem mais com puberdade precoce

As estimativas variam, mas para cada menino que entra na fase púbere muito cedo, são de cinco a dez garotas. E, no caso delas, boa parte dos casos é idiopática — ou seja, sem uma causa estabelecida. Já no sexo masculino, geralmente a puberdade precoce é consequência de alguma alteração no organismo. Veja abaixo.

Há problemas de saúde que antecipam a puberdade

Várias alterações culminam na maturação acelerada do corpo. Entre elas estão alguns quadros neurológicos e mudanças graves no padrão nutricional. Até certos tipos de câncer, como os que atingem as gônadas ou o cérebro, podem propiciar o quadro. 

Leia mais: academia faz bem para os adolescentes?

Os principais sinais da puberdade precoce

Não tem muito segredo — é só se lembrar do início da adolescência. Ou seja, desenvolvimento dos órgãos sexuais, fortalecimento da musculatura, aumento rápido da estatura, aparecimento de pelos, acne… Só que, no caso da puberdade precoce, eles surgem bem antes da hora — há relatos de crianças com 2 anos que já apresentam um ou outro sintoma. Vale lembrar que, via de regra, as meninas dão os primeiros sinais de que estão entrando na puberdade por volta dos 10 anos. Já os garotos, lá pelos 11. 

O problema pode prejudicar o desenvolvimento

Isso chega a ser curioso, porque, como o filho espicha antes da hora, os pais imaginam que ele ficará alto. Mas não é bem assim. Como essa fase de maturação chega num momento inoportuno, o menino ou menina no fim das contas tende a crescer menos ou de maneira inadequada.  

Há tratamento

Principalmente quando flagrada no início, a puberdade precoce pode ser freada. Isso acontece lidando diretamente com o quadro ou atacando suas origens — por exemplo, erradicando um tumor que instigava o desenvolvimento muito cedo. Entretanto, vale frisar que nem toda criança nessa situação vai necessitar de tratamento. Isso só o médico pode dizer.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e no app.

Blogs de médicos e especialistas.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês