Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Como usar o coentro em nome da saúde

Esse tempero tem suas particularidades. Mas, quando bem empregado, confere muito sabor e benefícios nutricionais

Por Manuela Biz
Atualizado em 9 ago 2019, 17h59 - Publicado em 11 fev 2017, 12h24

Origem: a primeira notícia que se tem sobre o coentro é a de que ele fazia parte dos compostos usados nos embalsamamentos no antigo Egito. Por isso, acredita-se que seja originário da região.

A verdade, no entanto, é que o tempero se tornou habitual em diversas culinárias, como portuguesa, mexicana, brasileira, andina, indiana, chinesa. Ele costuma ser amado ou odiado por causa de seu sabor característico e forte.

Leia também: Como aproveitar as vantagens da salsa

Forma de uso: pode-se aproveitar as folhas, o talo e as sementes, que têm muitos óleos essenciais.

Continua após a publicidade

Agora, as folhas e o talo devem ser usados frescos, porque perdem o aroma quando secos. Já as sementes podem ser aproveitadas secas ou em pó, inclusive na composição de especiarias orientais, como o curry.

Com o que combina: refrescante, doce e picante, o coentro é empregado para dar o toque final em pratos com pescados, aves, arroz e também em massas, molhos e saladas. Seus talos aromatizam ensopados com legumes e feijões.

Continua após a publicidade

As sementes, por sua vez, têm um sabor adocicado, picante e intenso, que vai muito bem ao lado de carnes, linguiças, salsichas, saladas e picles, por exemplo.

Com o que não combina: as folhas, mais frescas, não se dão bem com carnes de sabor forte. Mas as sementes podem entrar até nas marinadas dessas carnes.

Benefícios nutricionais: o coentro estimula a digestão e ajuda o corpo a eliminar substâncias tóxicas. Um estudo promovido pela Heart Disease Foundation (Estados Unidos) mostra que ele facilita a excreção até de metais pesados e resquícios de antibióticos que ficam no organismo.

Continua após a publicidade

Fontes entrevistadas: Vanderli Marchiori, nutricionista e fitoterapeuta de São Paulo, e Rosângela Carvalho, nutricionista e fitoterapeuta do Rio de Janeiro

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A saúde está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA SAÚDE.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.