Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Segunda fase da campanha de vacinação da gripe atingiu 36% do público-alvo

Durante a pandemia do coronavírus, a vacina contra a gripe é especialmente importante. Saiba quem deve tomá-la e quando começa a terceira etapa

Por Pedro Peduzzi, da Agência Brasil* Atualizado em 11 Maio 2020, 08h21 - Publicado em 6 Maio 2020, 14h58

Iniciada no dia 16 de abril e com previsão de terminar na sexta-feira, 8 de maio, a segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe atingiu apenas 36% (ou 5,6 milhões de pessoas) do público-alvo. Segundo o Ministério da Saúde, a meta era alcançar 90%.

Faltam ainda cerca de 10 milhões de brasileiros do grupo prioritário dessa etapa, focada em povos indígenas, caminhoneiros, motoristas e cobradores de transportes coletivos, trabalhadores portuários, membros das forças de segurança e salvamento, pessoas com doenças crônicas e outras condições clínicas especiais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

Profissionais de transporte coletivo (motoristas e cobradores), caminhoneiros e portuários são os que registraram a menor procura na segunda fase da campanha. Até o momento, apenas 467 mil doses foram aplicadas, quando a estimativa era chegar a 2,6 milhões desses profissionais.

O Ministério da Saúde informou também que “motoristas e cobradores, caminhoneiros e portuários devem buscar a vacinação, independente do seu estado ou município de residência, em qualquer serviço público de vacinação, fixo ou móvel, pois transitam em todo o país”.

Já a primeira etapa da campanha contra a gripe se concentrou em indivíduos acima de 60 anos e trabalhadores de saúde. Nela, mais de 18,9 milhões de idosos foram vacinados, o que corresponde a 90,66% desse grupo. O índice, portanto, está dentro da meta pretendida pelo governo. Quanto aos profissionais de saúde, 3,8 milhões foram imunizados, o que corresponde a apenas 75,5% da meta. Cabe destacar que esses grupos ainda podem buscar suas doses nos postos de saúde.

Continua após a publicidade

Quando começa a terceira fase da campanha de vacinação da gripe?

A terceira fase da campanha começa na segunda-feira, dia 11 de maio. Ela será dividida em duas etapas:

  • Entre 11 e 17 de maio, terá, como público-alvo, pessoas com deficiência, crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes; e mães no pós-parto até 45 dias
  • A partir do dia 18 de maio, também serão incluídos professores das escolas públicas e privadas e os adultos de 55 a 59 anos de idade

Segundo o governo, a exemplo das demais fases, a meta é vacinar pelo menos 90% de cada um dos grupos até o dia 5 de junho, quando a campanha se encerra.

Casos de gripe no Brasil

Até o dia 18 de abril de 2020, foram registrados 1 696 hospitalizações por causa do vírus influenza em todo o país. O Ministério da Saúde contabiliza 163 mortes pela doença.

Do total de casos cuja subtipagem foi identificada, 468 foram de influenza A (H1N1), com 66 óbitos. Outros 45 episódios e dez óbitos foram atribuídos ao influenza A (H3N2). Tivemos ainda 263 casos de influenza A não subtipado, com 43 mortes, e 399 casos e 44 falecimentos por influenza B.

Este conteúdo é da Agência Brasil.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e no app.

Blogs de médicos e especialistas.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês