saudeLOGO Created with Sketch.

Mortalidade por AVC e doenças cardíacas cai entre mulheres

Ministério da Saúde informa que esses problemas estão menos letais do que antes no sexo feminino. Mas eles ainda matam demais

O acidente vascular cerebral (AVC) e as doenças cardíacas estão matando menos as mulheres com idade entre 30 e 69 anos no país. Estudo do Ministério da Saúde mostra que, no período de 2010 a 2016, a taxa de mortalidade por AVC diminuiu 11% e por doenças cardíacas, 6,2%.

Os dados do estudo Saúde Brasil 2018, divulgados em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, revelam que os óbitos por AVC caíram de 39,5 para 35,2 por 100 mil habitantes do sexo feminino. As doenças cardíacas apresentaram queda de 55 para 51,6 mortes por 100 mil.

Apesar dos números positivos, as duas doenças continuam sendo as que mais matam a população feminina entre 30 e 69 anos. E ambas podem ser prevenidas, principalmente cuidando de fatores de risco como tabagismo, inatividade física, o uso nocivo do álcool e a falta de alimentação saudável.

Além de AVC e enfermidades cardíacas, o estudo do ministério aponta o Alzheimer, as infecções respiratórias e o diabetes como outras grandes causas de morte das brasileiras.

Este conteúdo foi produzido originalmente pela Agência Brasil.