Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Conexão

O resultado do levantamento confirma as projeções: mais da metade dos brasileiros já tem alguma história pra contar sobre a pandemia

Por André Biernath 15 Maio 2020, 14h00

Todos os meses, nossa equipe produz uma enquete para interagir com os leitores pela internet e captar tendências e opiniões. Durante o mês de abril, a pergunta foi: “Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?”. Apesar de o assunto estar em alta, não esperávamos uma participação tão massiva: só no Facebook, foram 627 comentários, com muitos relatos tristes de familiares, vizinhos e amigos acometidos pela Covid-19.

Entre as 2 861 pessoas que entraram no site e votaram, o “sim” conquistou maioria absoluta: 59% dos participantes conhecem alguém que pegou a doença, que já representa o maior desafio de saúde pública do século. Para evitar que esse índice suba ainda mais, é essencial que todos façamos nossa parte. Isso inclui ficar em casa sempre que possível, usar máscaras de pano ao sair, lavar as mãos com frequência e cobrir a boca e o nariz com o braço ao tossir e espirrar.

conexão-grafico
Ilustração: Jonatan Sarmento/SAÚDE é Vital

Agora a gente quer saber: Qual o principal sentimento que você tem em relação à pandemia de Covid-19? 

  • Não sai dos seus ouvidos

    Você pode escutar o podcast Detetives da Saúde em todas as plataformas de áudio, como Spotify, Deezer, iTunes e YouTube

    Os efeitos inusitados da quarentena

    No episódio 44, o patologista Paulo Saldiva explora os desdobramentos nada óbvios da pandemia na saúde, nas cidades e na natureza.

    Saúde da mulher durante a pandemia

    Começam a surgir relatos de falta de assistência no pré-natal e dificuldades para acessar os métodos contraceptivos. Fomos atrás dessa história.

    Destaques do site

    Casa nova

    O mês de maio marca a estreia de VEJA SAÚDE na internet. Preparamos um site bonito, responsivo e ágil para que você navegue pelas páginas e fique bem informado sobre medicina, alimentação, atividade física e bem-estar. Também teremos conteúdos exclusivos para quem é assinante.

    Quem sabe faz…

    Todas as quintas-feiras, às 17 horas, você tem um encontro marcado: fazemos entrevistas ao vivo com experts da Sociedade Brasileira de Infectologia, que explicam as últimas informações sobre o coronavírus. Dá pra acompanhar pelas redes sociais.

  • Recados e mensagens dos leitores

    O medo está batendo em todo mundo… Mas, de todas, SAÚDE é a revista na qual eu mais confio

    @claudiaachui, via Instagram

    A última capa de SAÚDE bombou nas redes sociais:

    Parabéns pela nova edição, com várias reportagens sobre o coronavírus. Em especial para a matéria Alimentação em Tempos de Crise. Sempre defendi o fortalecimento do sistema imunológico através da alimentação correta e da prática de exercícios físicos. Pra mim, faltou algo na capa: o nome “vírus” ou “coronavírus”. O título “Como Sobreviver a Ele” poderia ser o subtítulo. Nem todo mundo sabe o que é aquela bola cheio de pontas…

    Continua após a publicidade

    Fábio Azevedo, via Facebook

    Quero parabenizar pela edição. Ótimas matérias com conteúdos atuais e enriquecedores. Em tempos de pandemia, vocês capricharam na revista!

    @ mmarthacarvalho, via Instagram

    Que bom! Estava aguardando uma edição especial e ela veio!

    @marques_paulo_, via Instagram

    Em março, nosso site bateu recorde absoluto de audiência, com mais de 16 milhões de usuários. Comemoramos essa conquista no Instagram e os seguidores deram um show nas mensagens:

    Vocês merecem! Transmitem informações e fazem aconselhamento sobre os mais complexos temas relacionados a saúde e bem-estar. Parabéns!

    @evafortes29

    Muito obrigada por compartilhar com a gente informações confiáveis! Excelente cobertura!

    @mfernandacan

    Obrigado vocês pelas informações prestadas à população.

    @leandromedeirosfisio

    Nós que agradecemos pelas informações com muito conteúdo.

    @therezinhabergamini

    Erramos

    Na edição 454 de SAÚDE, na seção Nutrição (página 13), a pesquisadora Marielle Oliveira foi apresentada como nutricionista. Na verdade, ela é cientista de alimentos. Já na reportagem Por Que Não Dá pra Defender (página 50), citamos o bacon como exemplo de embutido. Mas esse alimento não se encaixa nessa categoria: ele é uma carne processada.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade