saudeLOGO Created with Sketch.

8 recados saudáveis sobre climatério para o Dia Mundial da Menopausa

Do tratamento dos sintomas típicos da menopausa aos exames necessários, veja resumidamente com o que a mulher deve se preocupar nessa fase

Sabia que 18 de outubro é o Dia Mundial da Menopausa? E nada melhor do que aproveitar essa data para consolidar algumas mensagens importantes sobre o assunto e a saúde da mulher. Foi o que a Associação de Obstetrícia e Ginecologia de São Paulo (Sogesp) e a Associação Brasileira de Climatério (Sobrac) fizeram.

Para além dos sintomas e dos tratamentos, essas duas entidades aproveitaram para resolver uma confusão comum na cabeça das brasileiras: “Diferentemente do que muita gente pensa, climatério não é sinônimo de menopausa”, diz a nota.

A menopausa nada mais é do que a última menstruação. Já o climatério compreende toda uma fase de transição entre o período reprodutivo e o não reprodutivo.

Agora que você entendeu esses conceitos, veja oito recados rápidos da Sogesp e da Sobrac para garantir mais saúde e qualidade de vida no climatério!

  1. Não existe uma idade padrão para o início do climatério. Mas ele é mais comum entre os 40 e os 45 anos.
  2. Entre os sintomas usuais, estão as ondas de calor (fogachos), suores noturnos e alterações do sono. Em algumas mulheres, ocorrem alterações psicológicas, como irritabilidade, insônia, depressão, perda de memória e mudanças de humor.
  3. Para confirmar a chegada do climatério, a mulher deve procurar o seu médico e, eventualmente, submeter-se a exames clínicos e laboratoriais.
  4. Mamografia, papanicolau, ultrassom transvaginal e densitometria óssea são exames comumente solicitados após a menopausa. Isso porque podem detectar diferentes tipos de câncer e a osteoporose, por exemplo.
  5. Até para assegurar a saúde óssea, é importante manter uma dieta saudável e rica em cálcio e vitamina D.
  6. A desidratação estimula as ondas de calor do climatério. Para impedir isso, beba água com frequência.
  7. Praticar exercícios físicos ajuda a melhorar a densidade óssea, evitar fraturas e também ajuda na flexibilidade e no equilíbrio. É um hábito essencial nessa fase da vida.
  8. A reposição hormonal é indicada para aliviar fogachos, suores noturnos, sintomas psicológicos e mesmo para melhorar a qualidade de vida da mulher. Por outro lado, esse tratamento possui contraindicações. É essencial consultar um médico para avaliar o histórico da paciente. Ah, e existem opções não-hormonais.