Assine VEJA SAÚDE por R$2,00/semana
Continua após publicidade

O que são e o que fazem pelo corpo os exercícios aeróbicos?

Entenda por que os profissionais de saúde batem tanto na tecla da importância de praticá-los para ter uma vida mais saudável

Por Chloé Pinheiro
Atualizado em 30 nov 2022, 13h36 - Publicado em 30 nov 2022, 13h36

1) Está no ar

O exercício aeróbico é definido como aquele que faz o organismo demandar uma maior quantidade de oxigênio.

Ao nos mexermos repetitivamente em intensidade moderada (num trote, por exemplo), o sistema nervoso aumenta a frequência respiratória e capta mais ar do ambiente para que o pulmão extraia mais oxigênio, que cai na corrente sanguínea.

tipos de exercício
Clique aqui para ampliar e aproximar! (Ilustração: Rodrigo Damati @rabisco_estudio/SAÚDE é Vital)

2) Enchendo o tanque

Os músculos ativos passam a receber mais sangue, enquanto os inativos sofrem a ação de substâncias que constringem os vasos sanguíneos para redirecionar o fluxo às áreas mais exigidas.

Continua após a publicidade

Nas células musculares, o oxigênio é usado, junto com a glicose, para produzir ATP, nossa molécula de energia. Em treinos longos e intensos, a gordura também é recrutada.

+ Leia Também: Vamos à luta? As artes marciais como exercício físico

3) Rede de distribuição

Junto com o aumento da frequência respiratória, ocorre a liberação de noradrenalina e adrenalina, substâncias que estimulam o aumento nos batimentos cardíacos e na pressão arterial para bombear mais sangue aos músculos.

Continua após a publicidade

Além disso, os vasos se dilatam para facilitar a circulação e fazer com que o organismo dê conta da demanda extra de oxigênio.

dicas
Clique aqui para ampliar e aproximar! (Ilustração: Rodrigo Damati @rabisco_estudio/SAÚDE é Vital)

4) A suadeira

Parte do ATP é convertido em energia mecânica e usada para contrair os músculos. A outra parte é dissipada como calor, o que eleva a temperatura interna.

Continua após a publicidade

Sensores espalhados pelo corpo percebem isso e o organismo lança mão do suor para evitar o superaquecimento. Suar é um sinal de esforço, mas não significa que o corpo está queimando mais calorias.

+ Leia Também: A explosão do crossfit

5) Arranjos bioquímicos

Durante a atividade, várias outras moléculas são produzidas pelo corpo, como a testosterona e o hormônio do crescimento, que ajudam a formar e preservar a massa muscular.

Continua após a publicidade

Também ocorre a liberação de mais glicose (e de insulina para dar conta dela) e de neurotransmissores ligados à sensação de bem-estar, como endorfina e serotonina.

quantidade
Clique aqui para ampliar e aproximar! (Ilustração: Rodrigo Damati @rabisco_estudio/SAÚDE é Vital)

6) A saúde pede

Quando o treino acaba, os processos fisiológicos voltam ao normal. Mas, ao exercitar-se com constância, ocorrem mudanças também durante o repouso.

Continua após a publicidade

Os níveis de substâncias benéficas tendem a permanecer elevados, o metabolismo melhora e os batimentos cardíacos se estabilizam em uma frequência mais baixa, o que protege o peito de encrencas futuras.

+ Leia Também: Não é só aeróbico: musculação também emagrece

Resumo gráfico:

detalhes bioquímicos
Clique aqui para ampliar e aproximar!  (Foto: OSTILL - Getty Images | Ilustração: Rodrigo Damati @rabisco_estudio/SAÚDE é Vital)
Compartilhe essa matéria via:

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A saúde está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA SAÚDE.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja Saúde impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.