Clique e assine VEJA SAÚDE por R$ 6,90/mês

As 10 tendências fitness para 2019

Uma instituição listou as principais tendências do universo de exercícios físicos que vão bombar em 2019. Dispositivos eletrônicos lideram o ranking

Por Maria Tereza Santos - 19 Dec 2018, 14h02

Junto com o fim de 2018 vem aquela famosa lista de metas para o Ano Novo. Se ficar em forma e cuidar da saúde estiver entre os seus objetivos, o Colégio Americano de Medicina do Esporte (ACSM, na sigla em inglês), nos Estados Unidos, pode ajudar. A renomada instituição acaba de publicar uma lista com as 20 principais tendências fitness para 2019.

Milhares de especialistas vinculados à ACSM votam, anualmente, no que acreditam que vai bombar nos próximos 12 meses dentro do universo dos exercícios físicos. A partir dessas apostas, é criado um ranking, que já está na sua 13ª edição.

E, dessa vez, o topo da lista ficou com os dispositivos eletrônicos vestíveis. É todo tipo de tecnologia usada na prática esportiva, como relógios smart, pulseiras conectadas a aplicativos nos celulares e até mesmo roupas com fones de ouvidos acoplados.

“Esses dispositivos podem ser uma ferramenta indispensável para aqueles que estão procurando se tornar fisicamente ativos”, afirma o fisiologista Walter Thompson, líder do estudo, em comunicado à imprensa.

Continua após a publicidade

Segundo o expert, a possibilidade de monitorar os batimentos cardíacos, quantificar a queima de calorias e criar planos de treinamento é um incentivo para o estilo de vida saudável. “Os dados coletados também informam o usuário e a equipe médica sobre o desempenho”, complementa.

Além da popularidade, o primeiro lugar no ranking se deve às correções feitas pela indústria nas imprecisões dos aparelhos.

De acordo com Thompson, o número de usuários desses apetrechos nunca foi tão alto. “Isso significa que mais e mais pessoas têm acesso rápido a ferramentas que conseguem ajudá-los a permanecer ativos”, celebra.

Mas, claro, o ranking não se resume à primeira posição. Veja a seguir outros temas vinculados aos exercícios que, segundo os experts, vão estar em alta no ano que vem.

Continua após a publicidade

As 10 principais tendências fitness para 2019

1. Dispositivos eletrônicos vestíveis
Inclui relógios smart, pulseiras que monitoram batimentos cardíacos e até roupas reguladoras de temperatura corporal. Todos esses acessórios auxiliam na melhora da performance, já que os usuários acompanham seu rendimento.

2. Malhação em grupo
Fazer ginástica em turma é um ótimo incentivo. Com técnicas específicas, os instrutores ajudam os alunos a atingirem metas de condicionamento físico.

3. Exercício intervalado de alta intensidade
Ele venceu no ano passado e envolve, em uma mesma sessão, curtos períodos de atividade muito intensa com outros mais alongados em menor frequência.

Dessa maneira, o gasto calórico aumenta. O cross fit, por exemplo, pertence a esse grupo.

4. Programas para idosos
Com o crescimento da expectativa de vida, a turma mais velha acaba procurando maneiras de se manter fisicamente ativa. Basta adaptar o treino para atender esse público.

5. Treino com peso do corpo
A ideia aqui é usar o mínimo possível de equipamentos. A grande vantagem é conseguir malhar em qualquer lugar.

6. Malhar com profissionais certificados
Com a popularização das academias de todos os tipos e para todos os gostos, nada melhor que ser instruído por alguém realmente especializado.

7. Ioga
Apesar de ser uma tradição antiga, ela se mantém como tendência. E seus benefícios não são poucos: aumento da flexibilidade, melhora de postura, redução da ansiedade

8. Ser orientado por um personal trainer
Da mesma maneira que suar a camisa em grupo tem um efeito motivacional, treinar com um profissional que acompanha de perto seus resultados colabora para atingir os objetivos e manter a ginástica em dia.

9. Treino funcional
Usando movimentos naturais – pular, correr, puxar, agachar, girar e empurrar –, você adquire força e equilíbrio voltados para as suas atividades diárias.

10. Exercício como tratamento de doenças
Cada vez mais a medicina se rende à atividade física – e abandona aquela ideia de que o paciente deve ficar acamado. Em vários casos, o esforço físico funciona como um verdadeiro remédio. Se estiver doente, não deixe de conversar com profissionais sobre os exercícios.

Clique aqui para acessar a lista completa do ranking.

Publicidade