Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Com a Palavra Por Blog Neste espaço exclusivo, especialistas, professores e ativistas dão sua visão sobre questões cruciais no universo da saúde

Por que os homens sofrem tanto com a ejaculação precoce?

Problema preocupa parcela significativa dos homens brasileiros. Entenda o que está por trás e as soluções

Por João Brunhara, urologista* 21 abr 2022, 11h08

Chegar ao orgasmo rápido demais é uma das maiores preocupações dos homens no sexo. Segundo pesquisa do Datafolha em parceria com a Omens, 48% dos brasileiros relatam ter tido problemas com ejaculação precoce em alguma etapa de sua vida sexual. É um número expressivo.

Mas por que a ejaculação precoce atinge tantas pessoas? E por que pesa tanto na vida sexual masculina?

A resposta para a primeira pergunta é simples. A ejaculação precoce não é uma doença propriamente dita, mas uma dificuldade em controlar a velocidade da excitação, que leva a um reflexo natural do corpo, o orgasmo e a ejaculação.

É natural existir uma variação entre as pessoas, e também a mesma pessoa pode sentir que a velocidade de ejaculação mudou de acordo com uma fase da vida, a excitação e a ansiedade naquele momento, entre outros fatores.

+ LEIA TAMBÉM: O efeito das redes sociais e da pornografia na vida sexual

Afinal, é normal, no começo da vida sexual, que a excitação venha de uma forma inesperada e difícil de controlar. A falta de experiência influencia as coisas.

A mesma situação pode acontecer quando a pessoa está numa relação especial ou com muita expectativa, com um frio na barriga que faz parecer que aquilo é a primeira vez. Aí também entra a adrenalina: esse hormônio que liberamos em momentos de estresse ou ansiedade é justamente a molécula usada para deflagrar a ejaculação. Isso explica por que os ansiosos têm, no geral, mais ejaculação precoce.

Compartilhe essa matéria via:
Continua após a publicidade

O ponto é que o quadro gera angústias e frustrações. Muitos sentem vergonha ou receio de decepcionar uma parceira ou parceiro e desconhecem que o problema tem solução. A mesma pesquisa do Datafolha já citada mostra que a maioria dos homens com dificuldades sexuais nunca procurou ajuda profissional.

No caso da ejaculação precoce, existem possibilidades de tratamento, e elas englobam psicoterapia, exercícios específicos e até medicamentos.

BUSCA DE MEDICAMENTOS Informações Legais

DISTRIBUÍDO POR

Consulte remédios com os melhores preços

Favor usar palavras com mais de dois caracteres
DISTRIBUÍDO POR

Além disso, é bom ter em mente que expectativas irrealistas atrapalham demais. Estudos indicam que uma relação com duração de 7 minutos já é considerada dentro da faixa ideal. Mas, mais importante do que a duração da penetração, é a experiência do sexo como um todo. Beijos, carícias, sexo oral, estimulação com as mãos ou brinquedos… Tudo entra na conta.

+ Leia também: O novo normal do sexo

O fato de o homem negligenciar todas as etapas que não envolvem a penetração é frequentemente a maior causa de frustração de parceiras ou parceiros, muito mais do que a duração da penetração propriamente dita. E, ao contrário do que se imagina, dar a devida atenção a essas etapas já alivia a ansiedade e a sensação de responsabilidade. Em outras palavras, a solução do problema pode estar nas preliminares.

* João Brunhara é urologista, médico do Hospital Israelita Albert Einstein (SP) e diretor da Omens, plataforma que trata problemas de saúde sexual masculina

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação confiável salva vidas. Assine Veja Saúde e continue lendo.

Impressa + Digital

Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Receba mensalmente Veja Saúde impressa mais acesso imediato às edições digitais no App, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao site da Veja Saúde, diariamente atualizado.

Blogs de médicos e especialistas.

Acesso imediato ao app da Veja Saúde, com as edições digitais, para celular e tablet.

a partir de R$ 9,90/mês