saudeLOGO Created with Sketch.

Meditação durante a biópsia da mama

A prática promove relaxamento ao longo de um exame bastante incômodo que determina a gravidade de um nódulo no seio

A biópsia, que envolve a introdução de uma agulha na mama para extrair parte de um nódulo e analisar se ele é benigno ou maligno, gera ansiedade e dor. Pensando em maneiras de aliviar essas angústias, experts da Universidade Duke, nos Estados Unidos, investigaram se a meditação e a musicoterapia teriam algum efeito benéfico no momento do exame. Parte das 121 voluntárias recrutadas se valeu dessas terapias complementares ao realizar a biópsia (que inclui uma anestesia local), enquanto outra parcela só ficou no teste mesmo. “Aquelas que meditaram ou ouviram as canções demonstraram níveis menores de nervosismo e fadiga ao final do procedimento”, descreve a radiologista Mary Scott Soo, uma das idealizadoras do projeto.

Questão de foco

Na experiência americana, as mulheres praticavam alguns minutos de meditação e precisavam evocar sentimentos de ternura e amor. “Isso já ajudaria a desviar a atenção da biópsia e dos desconfortos, o que explica a menor ansiedade entre as pacientes”, conta a psicobióloga Elisa Kozasa, do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.