saudeLOGO Created with Sketch.

Medicamento reduz complicações renais em diabéticos

Além disso, o remédio protege o coração dos pacientes

Uma em cada duas pessoas com diabete tipo 2 desenvolve problemas nos rins. Além disso, cerca de 50% das mortes entre diabéticos ocorrem por causa de doenças cardiovasculares. A boa notícia é que recentemente a droga empagliflozina se mostrou eficaz no combate aos dois quadros. Essa substância, das empresas farmacêuticas Boehringer Ingelheim e Eli Lilly, faz parte de uma classe de medicamentos que inibe uma proteína produzida pelos rins chamada SGLT-2. Ela é responsável por absorver e devolver ao organismo parte da glicose e do sódio que seriam descartados na urina. Ao bloqueá-la, mais açúcar pode ser eliminado, baixando a glicose no sangue. E uma pesquisa publicada no periódico científico The New England Journal of Medicine, com mais de 7 mil voluntários, revelou que a empagliflozina reduz em 39% o risco de início ou piora de doença renal e em 38% a probabilidade de morte por encrenca cardiovascular.